12/23/2007

De quem é esta pérola? (1)

Como estou animadinha pelo início do blogue, já começo com um tópico (adoro esta palavra), que será uma constante em minhas postagens. Trata-se do "De quem é esta pérola?" A pérola pode ser boa ou má, verdadeira ou daquelas que se compram a metro na 25 de Março .Começarei com uma (das boas, mas não vá se acostumando), em que o autor explica exatamente onde nos danamos e é o retrato do nosso fracasso (isto é uma pista, tá bom? ;)

O que torna a democracia incomparavelmente superior a todos os outros sistemas não é o método de escolha dos governantes, e sim a possibilidade que ela dá de nos livrarmos deles. Um professor Luizinho pode embolsar 30 000 reais, mas uma democracia sempre irá dispor de mecanismos para puni-lo. Quando esses mecanismos deixam de funcionar, a democracia não serve para mais nada. Ela perde o sentido. Foi exatamente o que aconteceu conosco. O país poderia ter dado certo. Não deu. Pena.

Tenho uma grande esperança que alguém um dia lerá essa joça de blogue e vai responder direitinho quem é o autor desta pérola. Prometo sempre responder no dia seguinte, quando houver comentaristas, óbvio.

2 comentários:

Mikio disse...

Mainardi!!!

Estou um ano e meio atrasado?!

Tem algum prêmio? rs (como diria o próprio, uma risada enlatada).

Aceito aquela taça de vinho.

Beijos.

Marie Tourvel disse...

Que delícia receber seu comentário neste meu post tão antigo. Adorei a surpresa, Mikio. É do Diogo, sim. :)

Ganha uma taça de vinho branco frizante, pode ser? ;)

Beijos, querido.