1/28/2008

Como destruir uma linda música



Quem já leu meu post sobre o Verão de 42, já sabe que eu gosto, que fiz meu pobre pai buscar o disco do Michel Legrand em NY... yadda, yadda, yadda. Andei caçando a música na net. Olha como tem gente que consegue cagar numa música tão linda. Ouçam e me digam se não são uns assassinos?


Eca!

Argh!

Eu seria capaz de matar esses dois aí de cima, caso já não tivessem morrido com suas devidas bocas cheias de formigas.
Concordo que se era para avacalhar, deveria ter colocado uma versão do pianíssimo Pedrinho de Mattar em homenagem ao Ruy Goiaba -tenho certeza que ele herdou uma das casacas de lamê de nosso querido Pedrinho, mas vocês sabem como é difícil encontrar preciosidades na net.

Não encontrei nenhuma gravação com o Legrand, mas segue uma versão bacana, que ao menos faz jus à bonita música:

Pode ouvir sem medo, agora

8 comentários:

enio disse...

Eu tenho um mp3 com Legrand.

Só me diz pra onde eu mando.

=^D

Anônimo disse...

Bom fim de tarde

Entrei no Pianíssimo de Pedrinho Mattar e não encontrei. Será que é Pedrinho 'de' Mattar? Ele era competente, ainda que não criativíssimo em suas interpretações. Eu gostava dele...

Obrigada.
Rose Marinho Prado

Marie Tourvel disse...

Ei, meu querido, é sério mesmo que tem esta preciosidade? Se tiver, pode me mandar no e-mail? Prometo "believar" em sua bondade e até pensar mais seriamente em lhe dar aquele presentinho. Beijos

Marie Tourvel disse...

Olá, Rose, tudo bom? Não conseguiu visualizar a bela foto do Pedrinho Mattar? O "de" foi por minha conta. É que achava engraçadas as casacas de lamê dele. Nem sei analisar se era ou não um bom pianista, mas convenhamos, ele era brega pra burro, ou não? Vou tentar colocar outra fotinho dele, está bem? Beijos e volte sempre.

Anônimo disse...

Sabe, Marie Tourvel, conheci as irmãs de Pedrinho Mattar. Ruivas, todas, Pedrinho, o centro. Eu, uma mocinha de 13 anos, fazendo segunda época com dona Lucy, irmã dele.
Sei que Legrand ou Keith Jarret...bom, é outro caso, são. Acho que há artistas e artistas, diluidores, reprodutores, circenses assim ou luxuosos. E.., gosto do Pedrinho, por causa das aulas na casa dele. Aquele piano.
Coisa de afeto. Havia e há público pra ele, um botão para cada pijama. Enfim...Todos morremos com, ou sem bemóis.
Beijos
Rose M Prado

Marie Tourvel disse...

Minha querida Rose, jamais tive a intenção de ofender os que gostam de Pedrinho Mattar. Você deve ter percebido que tento -só tento, que este blogue seja bem humorado. Assim como as casacas de lamê do Pedrinho, as roupas ciganinhas de Sidney Magal, as camisas estampadonas do Bolinha, tudo isso, é um farto material brega para nós do Bananão, não acha?:) Beijos.

Anônimo disse...

Sim, mas você pede que a maltrate. Ué?

E eu fui aluna da irmã dele quando eu era pequena. sniff

Vivam os brincos gigantes e as calças pata de elefante dos 1970! e outros tempos.

Bye

Rose MP

Marie Tourvel disse...

Ei, querida, viva tudo e pode maltratar mesmo. Beijos