3/30/2008

Now I need you more than ever

Por que vocês não me alertam para as coisas, hein? É, é com você mesmo que eu estou falando também. E você aí do fundão também. Meus dois últimos posts mereciam ser apagados, mas vou deixá-los para que eu possa lembrar de minhas idiotices momentâneas e não as repita (imaginem, colocar uma música de Carly Simon. Não, eu não estava mesmo em estado normal) -tudo bem, até que foi bom escrever sobre a reportagem do Jornal Nacional, mas o resto do post está um tremendo chororô. Daqueles que ninguém agüenta. Eu sei, eu sei, hoje a Marie está mais feliz sim e tem motivo -seus curiosos, não conto, não. É coisa minha, não coisa nossa. Pus um tostão do meu sorriso no lugar do August Rotten. A imagem do Rotten durou exatamente um dia e chega, né? Adoraria imensamente colocar outro sorriso no lugar do meu, mas deixa pra lá. Por vezes sinto-me uma alienada escrevendo sobre minhas coisinhas, mas é que o amor é lindo, as flores são belas e a vida é bandida... não, perdão, a vida é doce... doce como um chocolate. Ei, você aí do fundão, não é pra debochar, não. Também não te dou chocolate, tá?

Ouçam isso e me digam, o Dinho quer um mundo perfeito, não é? Assim eu também quero...

(E podem perceber que não é a versão de pirobo do Acústico ÉMITIVI, não.)

Let´s spend the night together, NOW!

Adendo: quando perceberem que estou propensa a escrever tristezas ou tascar músicas da Carly Simon ou James Taylor e o post não for sobre breguices, fiquição ou sobre mazelas de nossa política bananeira, amarrem minhas mãos. Se mesmo assim não der certo, tentem camisa de força. Isso vale também para qualquer menção que eu fizer a alguma música do compositor adorador de Cuba -mesmo não elogiosa.

6 comentários:

Alexandre, The Great disse...

UAU, Marie! Agora sim em alto astral.
Escolher Capital Inicial já é um bom sinal; mas fiquei curioso mesmo é com este "amor secreto" (rsrs).
Acho que este é "O Segredo"!

Ah... e o sorrisão, hein? Vou "capturá-lo" e guardar numa caixinha só pra mim.

Um beijo,

Marie Tourvel disse...

Não tem nada de secreto, não, Alex. "O Segredo" é que eu gosto de sorrir. E pode guardar meu sorriso em sua caixinha, está autorizado. Essas minhas bizarrices ainda me matam... Beijos, querido

sôdoida disse...

Mas é ruuuuuuuuim deu amarrar mãos de Marie, vai vendo... É pecado, sabia não?? rs. Mas é bom ver o sorrisão voltando aos palcos, coisa boa é o amor... :-P. E pra provar que não é só vc a, HUM, "bizarra", te deixo o conselhos que "aqueles uns lá, quase-cubamos miúdos" (ou eram cubanos mesmo??? :-S Enfim!): não se reprima, não se reprima, não se reprimaaaaaaaaaaaaa!!! :-|
Bjão, Marieeeeeeeeeee!!!!
PS.: menina, que fofa a música da Carly Simon, tão "romântica"...kkkkkkkkkk :-|

Marie Tourvel disse...

Coisa boa mesmo o amor, né não, amiga? A felicidade transborda... Mas olha, a letra que eu lembro que os portoriquenhos -nãõ, eles não eram cubanos, menos mal, Menudos cantavam era: "comi tua prima, comi tua prima, uoooô..." Fofa a Carly Simon, né? Camisa de força, camisa de força... Beijos, querida.

Léo e só disse...

olá Marie.

Belo sorriso.E que mal tem dois dedos de alienação. Dizem que evita rugas. Não, cabelo branco nasce, é pouco mas nasce. Agora rugas, evita. Mas só dois dedos.

abs

Marie Tourvel disse...

Tens razão, Leo, tens razão. Que mal pode ter? O cabelo branco eu resolvo fácil, fácil... eu tinjo (uêba). Rugas? Creme Ponds, lembra? Não? Só eu mesmo pra lembrar dessas coisas... Beijos, querido.