3/20/2008

A sumidade e a tola

Andei meio ausente. Não que não postei nada. Postei as musiquinhas abaixo e um textinho sobre o Diogo de gravata. Mas sei que tenho que escrever algo com substância, algo que encha os olhos dos meus 4 ou 5 leitores. Como o máximo que consigo é encher de raiva quem ainda perde o tempo de vir para cá, tentarei surpreender hoje. Vou falar sobre uma mente brilhante. Escreverei sobre Marie Curie, nome assumido após o casamento por Maria Skłodowska. Ela foi uma cientista francesa de origem polaca. Foi laureada com o Prêmio Nobel de Física de 1903 (dividido com seu esposo Pierre Curie e Becquerel) pelas suas descobertas no campo da radioatividade (que naquela altura era ainda um fenômeno pouco conhecido) e com o Prêmio Nobel de Química de 1911 pela descoberta dos elementos químicos rádio e polônio. Foi uma diretora de laboratório reconhecida pela sua competência. Depois da morte do seu marido teve um romance com o físico Paul Langevin, que era casado, resultando num escândalo jornalístico, que se misturou a referências xenófobas, devido à sua ascendência polaca.
Essa sim era uma Marie de respeito. Eu, que sou formada em Física e jamais atuei no ramo, se atuasse, não ganharia o Nobel. Ganharia o Ignobel. Não por ser burra na matéria. Até que sou boa nisso, mas sou tola. Marie Tourvel é tola, anotem aí.
Está bem, ninguém se surpreendeu. O texto está chinfrim. Falta criatchividade. Esses dias ando mais tola que de costume, por maus e ótimos motivos. Mas, vá lá. Quem, além de mim, escreveria num blogue sobre Marie Curie?
Marie Tourvel, além de física, também é cuRtura, mas continua sendo tola...

About Nothing: a foto que ilustra o blogue é do sorriso da Marie tola que vos escreve. Tem gente que insiste em dizer que ele é bonito. Vou deixar uns dias por aqui pra ver se me convenço disso. Não vale falar das sardas. Dedo no olho é feio, viu?

2 comentários:

Marcelo Lopes disse...

Marie, três coisas:

1) A história de Marie Curie é fantástica, vale sempre a pena lembrar dela sim. Você é formada em Física e eu, em Computação - seu post me inspirou e escreverei sobre Ada Lovelace. Conhece?

2) Ok, terei que fazer parte da turma que insiste em dizer que seu sorriso é bonito.

3) Um convite: Vai lá no meu blog, tem uma historinha que é a segunda parte da bifurcação da cronologia oficial de Perseguindo Nisus. Entendeu? Não? Então vai lá, leia a respeito porque estou te convidando para continuar a história, ok? Estou muito curioso para saber o que vc faria com aquele roteiro... hehe...

Abs!
Ah, claro, uma feliz Páscoa para ti!

Marie Tourvel disse...

Conheço a Ada Lovelace, sim. Eu, tola também em computador -não entendo nada de nada, e ela, se vivesse nos dias de hoje, sai de baixo, hein, Marcelinho?
Não é obrigado a concordar acerca de meu sorriso, já que nem eu concordo, viu? Mas, "brigada" pela força, viu?
Hoje mesmo vou lá no Universo Tangente -blogue que eu adoro, pra ler e tentar dar uma de criatchiva e continuar a história...
Beijos e feliz Páscoa procê também.