4/16/2008

Mon amour meu bem, ma femme

Para os novatos que aparecem por aqui e lêem logo de cara o post abaixo sobre o caso das teles, pensam que aqui se trata de um blogue político, sério, de denúncia. Ledo engano, criançada, ledo engano. Às vezes até sou séria, chique, cheia de palavras de ordem. Mas confesso que a Marie que vos escreve não passa de uma brega de primeira grandeza. Eu faço vocês recordarem ou conhecerem pérolas bananeiras inacreditáveis. Tenho uma série que meus 4 ou 5 leitores mais antigos conhecem que é a "E por falar em saudade... Onde anda você?". Numa delas escrevi sobre Nilton César, esse gigante da música. Tasco 3 músicas dele por aqui que são verdadeiros achados. Reparem na voz maviosa e sensual do Niltão. Esse merece ser meu ídolo.


Nilton Cesar - Mon amour meu bem, Ma femme -Cigana Luiza



Nilton Cesar - A namorada que sonhei - Cigana Luiza



Nilton Cesar - Espere um pouco, um pouquinho mais - Cigana Luiza


Isso porque não encontrei aquela das Férias na Índia, em que o Niltão queria transformar em realidade o seu sonho.
Olha, criançada, isso aqui ô ô, é um pouquinho de Bananão, iá iá.
Divirtam-se, refestelem-se -é assim que se escreve?, Lambuzem-se.

2 comentários:

Janaina disse...

Marie, eu me dobrei de rir com isso. De onde você tira essas coisas? Hahahahahaha

Um beijo grande de quem te acha única.

Ah, e obrigada pelo post abaixo, querida. Como disse, você é única.

Marie Tourvel disse...

Ah, Jana, anos de praia com a "coisa" brega, né? Eu vou puxando pela memória que ainda não anda com esclerose, não. Adoro quando vem me visitar, viu? E o post abaixo não é para agradecer, não. Você merece bem mais que isso. Você sim, é única. Beijos, querida.