4/30/2008

O Realismo segundo Marie Tourvel

Andava meio boba, nas nuvens, meio romanticuzinha. Convenhamos, isso é coisa para bobocas, gente que acredita em duendes. Eu, Marie, sou realista. Pé no chão -que termo horroroso, me lembra a gestão do DCE nos meus tempos de faculdade, a chapa chamava-se "Pé no Chão". E o pior de tudo, ganhou. Um bando de idiotinhas esquerdinhas se achando muito importantes. Que preguiça, viu? A não ser pelo rapaz que encabeçava a chapa que era bonito que só vendo e beijava muito bem. Pena que eu não agüentei o papo petistinha dele por mais de dois meses. Posso até passar um tempo acreditando em continho da carochinha, mas sempre passa. É só fase. Agora vem o chumbo em cima de minha cabeça. Um problemão imenso para resolver. Me destraí. E uma distração para bobas como eu pode ser fatal. Eu, que me acho muito esperta, dona da situação, me sinto acuada. E, por outro lado acreditando em mentirinhas bobas, tolices que nos fazem tirar os pés do chão. Mas voltei com minha faca por aqui. A partir de hoje, volto a ser a Marie com a faca na bota e com bom humor, que ninguém é de ferro, mesmo que vocês considerem meu humor totalmente sem graça. E a partir de hoje, mudo em uma coisa. Hoje, conversando com um grande amigo, ele me disse: escrotice se combate com escrotice. Quando ele falou, achei horrível. Mas neste exato momento, estou tão envergonhada por ter me deixado encalacrar em algumas situações que a frase dele fez todo sentido. Ok, vocês -não, não vocês leitores queridos, mas outros serezumanos; pediram e Marie vai mostrar toda sua escrotice, toda sua capacidade de camuflar certas coisas. Os tempos de Marie aberta e cheia de amor pra dar verdadeiramente acabaram. Quem viu, viu. Quem não viu, vai acasalar em Quixeramobim. E antes que eu me esqueça, escrevo a frase daquele moço que, como já disse há uns posts atrás, virou meu lema pra tudo: pau no cu do aquecimento global. Marie está brava, muito brava. Essa é minha música hoje:



E, para quem se sentiu atingido, sinto muito. A vida é assim mesmo. Cheia de altos e baixos. Hoje não tem choro e nem vela. Chorar, definitivamente, é para os fracos.

46 comentários:

Philippe disse...

nada como um nirvana nessas horas!!! e pau no cu do aquecimento global!!

Marie Tourvel disse...

E não é, Philippe? Nirvana é uma delícia e a frase soa tão prazerosa... O fato é que adorei sua visita, viu? Da próxima vez, prometo que brindaremos com um ótimo vinho. Beijos, querido.

QuincasB disse...

e tem isso, né? libido não tem gramática

Marie Tourvel disse...

My libido não tem gramática, não. Ei, Quincas, querido, um beijo pra você.

Frodo Balseiro disse...

Benvinda à terra da Banãnia! Com os bandidos que temos por aí posando de pais da pátria, não dá para ter muito amor no coração!
Pau neles!
Abs

Marie Tourvel disse...

Sem amor no coração, Frodo, querido. Chega de amorzinho no coração. E esses bandidos encalacrados no poder terão presença constante aqui para que eu possa bater muito neles, viu? Pau neles! Beijos

sôdoida disse...

Manazinha, vá com fé, e se precisar de mais escrotice pra lidar com a escrotice, no que eu puder ajudar, tô poraqui, visse? Vamos á luta, compañera!! (ai, que agora eu vou ser sumariamente pénabundeada desse blog... rs)
Bjo, queridona, bom feriado (mas eu tô aqui, TRABALHANDO, pode???? :-|)

Marie Tourvel disse...

Vou precisar mesmo, ShicaMaria, de mais escrotice. Gritarei por sua ajuda. Hoje eu perôo o "vamos à luta, cumpanheira" porque é dia dos "findicaliftaf". Aqui virou a República dos "findicaliftaf". Bom trabalho, viu? Beijo, querida.

Rover disse...

Ah não! Eles te venceram, é? Não posso admitir! 02 semanas longe e essa turma canalha cheia de ódio te derrubou?! Não! Pode endireitar essa coluna aí, levanta esse rosto e segue em frente. Limpe a poeira dos cantos e jogue os ácaros na lixeira do quintal.

Mas q o Nirvana desceu legal... ah, desceu! Querida, estou de volta. Problemas (quase) todos resolvidos. Beijo grande.

Marie Tourvel disse...

Ah, meu querido Rover, como você fez falta, viu? Muita saudade. Eles não vão me vencer, não. Com você por aqui, será difícil eles vencerem. Se precisar de ajuda, você pode dar um grito. Mas esse Nirvana não foi demais? É "bão", né?;) Estou muito feliz com seu retorno. Muitos beijos, querido.

Alexandre, The Great disse...

Ah, Marie querida!!! Sua raiva e revolta soam como música nos meus ouvidos. Faz tempo que procuro uma "Anita Garibaldi" para ser minha parceira no combate.
PORRADA NELLES, meu bem!
Esse negócio de ser "romanticuzinha" tá por fora. É FOGO NOS BOTOCUDOS! NAPALM NELLES! MAÇARICO NA HORDA!
Quem recomendou tratar "escrotice" com "escrotice" lhe deu um grande conselho. Não adianta ficar escrevendo, pois letras são para letrados (no caso específico, os seus leitores). A corja é na base da chibata e ferro em brasa, falou?

Desculpe mais esta breve ausência, mas como vc sabe o Gen Augusto Heleno precisa de mim lá em RR, ok? Depois poderemos ir pra Londres, tá?

Beijos,

Marie Tourvel disse...

Ai que eu tô muito feliz, viu? Você reapareceu meu querido Alex. Sua Anita Garibaldi? Ô se quero. Você entendeu tudo. Para os meus queridos leitores, carinho. Para a corja, chibata. Entendo a necessidade em ajudar o general, viu? Estou com ele e não abro. Mas não esquece da nossa Londres, hein? Beijinhos, querido.

Rose Marinho Prado disse...

Marie


Vi você no cafe impresso...Faz tempo não venho aqui.

A Meg, saudade dela. Outro dia me escreveu. Está bem...

Beijos

Marie Tourvel disse...

Ei, querida Rose, que saudade. Você tem que aparecer mais por aqui, né? Sinto falta, viu? Adorei sua visita. Estou com saudades da Meg, também. Adorei aquele Café Impresso do Antonio. Beijos procê.

Rose Marinho Prado disse...

Tinha inventado de fazer um blog "Lágrimas dos anos 70". Foi isso que me enfurnou , afastou.
Mas escrever aquilo e expor assim num blog me cortava a pele , a borda onde começa a alma...Dai apaguei.

O que foram aq anos? Eu era cobrada de tudo que é lado. Bom, fico por aqui.

Beijos

Apareço sim. Até.


O Café é bom.

Marie Tourvel disse...

Puxa, Rose, faz o blogue sim. Adorei o título dele. Perfeito. Ficarei torcendo para que faça. Não está vendo o cartaz na arquibancada? "Rose, Rose... filma nóis, Galvão". Beijos, querida.

Vitor Hugo Seytos disse...

Bom dia engraçada Marie Torvel!

Marie Tourvel disse...

Ei, Vitor Hugo, bom dia pra você também, meu espirituoso VHS. Nome e sobrenome. Adorei. Beijinhos pra você

Vitor Hugo/cap. GANCHO disse...

É marie torvel! Aqui abaixo de minha linha do equador está muitíssimo bom! Só alegria. Beijo também pra você, e tenha uma boa noite!

Marie Tourvel disse...

Agora entendi tudo. Você é o Capitão Gancho, o VHS e o Vitor Hugo. Então, tá. Lembrarei disso. Parabéns por estar "só na alegria". Um beijo e boa noite.

Vitor Hugo/cap. GANCHO disse...

Pois é marie! O VHS significa VITOR HUGO SEYTOS, que é o mesmo cap. gancho, e às vezes assino somente com o Vitor Hugo. Já me correspondi muito com gente bacana como você, mas de repente veio um virus mortal cujo único objetivo foi de acabar com uma amizade tão bonita, mas o virus está para ser eliminado, e tudo voltará ao normal, se Deus quizer! Um beijo também!

Marie Tourvel disse...

Oi meu querido Vitor, meu cap. gancho. Você é que é muito bacana. Esse virus não vai derrubá-lo, não. Teremos nossa amizade bonita, também. Gostei de você. Aparece sempre, viu. (não estou no meu computador e não encontro a droga da interrogação). Beijinhos pra você

Vitor Hugo Seytos/cap. GANCHO disse...

É, querida marie! Também gostei de você, de sua franqueza, de suas músicas em total acordo com seu sentimento momentâneo. Neste momento em que te escrevo, estou no sítio com minha família, incluindo minha mãe, (meu queijinho de Minas)que é uma pessoa dócil, e à todos, ama muito. Quando regressar a São Paulo DC, que é onde moro, de lá lhe enviarei mais algumas gotas de boas palavras, e um pouco de sua sabedoria que doravante estou acrescentando à minha, extraindo-a da sua. Faço votos que logo encontre o ponto de interrogação que certamente se apagou aí teclado do seu lap top. Amanhã, (domingo) pela manhã, estarei dando uma olhadinha na internet, e quem sabe te encontro aqui de novo, não é mesmo? Se isto não for possível, lhe desejo um ótimo final de semana juntamente com todos os seus. Beijos pra você também!

Marie Tourvel disse...

Ei, querido Vitor, que bela mensagem você me enviou. Obrigada, viu? Amanhã tentaremos conversar novamente. Eu também estou em SP. Um grande beijo e curta o friozinho do sítio por mim.

A. disse...

Só o cinismo salva, mas não esqueça que rir de si mesmo é meia batalha ganha. :-)

Marie Tourvel disse...

É verdade, Anna, só o cinismo salva. Vivo rindo de minhas mazelas, mas hoje, especialmente, simplesmente não consigo. Choro copiosamente. Mas saio dessa. Sempre saio. E sairei rindo de mim mesma, você vai ver. Obrigada pela mensagem. Beijos, querida.

Vitor Hugo Seytos/cap. GANCHO disse...

"Não junto os pedacinhos, mas vivo em pedaços" (ou algo assim).
Bom dia Marie!
Olhando com muita atenção para a foto, fiquei pensando! O que faz uma pessoa de coração tão meigo como é o da Marie, viver em pedadaços?
Éla é tão corajosa, têm uma luz ofuscante dentro de sí, em seus escritos vejo tanto amor fraterno, apesar de numa parte do trecho ela dizer que " Os tempos de Marie aberta, e cheia de amor pra dar verdadeiramente acabaram"... marie, quem governa essa parte, não é você, e sim, seu coração que por mais que esteja revoltada com isso, ou com aquilo, não consegue ser ruim com ninguém, por mais que a maltrate, não é mesmo?
Uma árvore quando está carregada de frutos, é por demais invejada por outrens, e acaba sendo apedrejada, e com isso, seu caule sente as dores, mas jamais manda as pedras de volta. Você é assim, querida, pois Deus a fez assim, e não há como mudar o que foi criado pelo criador, entende?
Sou assim também, e neste momento estou soterrado em uma masmorra, mas sei que o que têm que ser, será, mas o dia virá com seu fulgor do sol e dissipará toda a treva. Logo após o almoço, partiremos de regresso para Sampa DC, mas já partiremos com saudades desses verdes campos, onde mora a paz, pássaros exóticos, o nosso pomar de Dálias, nossas hortências que rodeiam todo o alpendre da casa, o cheiro feliz da dama da noite, que em noites de calor, tocam a doce melodia A VALSA DAS FLORES de TCHAIKOVSKY, Sonata ao luar de BEETHOVEN, enquanto eu fico deitado em minha rede de crochê fico olhando e apreciando todo o esplendor da explosão das estrelas que estão abaixo da abóbada celeste... que saudades!!!
Amanhã, após regressar do meu trabalho, tentarei lhe escrever mais algumas gotas de alegria que também servem para mim, viu?!
Um bom domingo, e continue a amar, assim como Deus te fez! Um grande beijo querida!

Marie Tourvel disse...

Meu Capitão Gancho querido, meu Vitor Hugo querido, sua mensagem é tão bela e tão sincera que me emocionou de verdade. E eu, que estou aqui na senzala trabalhando não posso ficar chorando. Meus subordinados não entenderão nada. Mas as lágrimas teimam em cair. Realmente, Vitor, por mais que eu tente, não consigo ser fria. E ainda por cima com amigos como você, fica ainda mais difícil. Apesar das lágrimas emocionadas, ganhei o dia. Você é um amor. Espero que seu regresso seja tranqüilo e aguardo seus escritos por aqui. Muitos beijos, querido.

A. disse...

Nesse caso, aconselho: http://enfant.blogspot.com/2004/05/azeda-cuidado-quando-vida-te-d-limes.html

Marie Tourvel disse...

Anna, querida, adorei a frase e seu blogue vai para o queridinhos da Marie, viu? Obrigada pela força. Eu, há pouco escrevia o último post para esse meu blogue, mas os leitores estão me emocionando tanto hoje que sei lá... Beijos, querida.

Vitor Hugo Seytos/cap.gancho disse...

Boa noite marie! Chegamos, e estamos em paz profunda, mas entrando aqui, vi que você está querendo ir embora, é? Porquê querida? E nós seus admiradores como vamos ficar sem suas palavras que nos confortam e nos faz caminhar mesmo entre tantos espinhos? Não, não, não! Nem pense nisso, ouviu? Acho que já te conheço de a muito tempo, e você sabe disso, certo? Tenho um palpite de que aquele sorriso numa foto pela metade é teu, e sei de quem é. Não apague este sorriso para nós, e nem para você mesma, pois você é uma vida que não te pertence; pertence à todos! "Ciau" filha, e caminhemos!!! Um beijão pra você, e durma em paz, pois amanhã teremos um novo, e venturoso dia pela frente.

Vitor Hugo.

vitor hugo seytos/cap.gancho disse...

Hummm!!! Meu conselho é o seguinte!
Quando a vida me der limões, guardarei todos afim de fazer uma doce limonada e distribuir para amigos, e outrens, mas bem geladinha... que tal?

Marie Tourvel disse...

Ei, Vitor, que gostoso receber esta sua mensagem agora. Sim, o sorriso é meu, ninguém tasca. Me conhece? De onde? Sou tão desimportante, Vitor, querido. O sorriso ficará por aí, sim, por enquanto. Um grande beijo pra você e amanhã te espero por aqui.

vitor hugo/cap. gancho disse...

De onde te conheço? Acho que te conheço a muito tempo, talvez de alguma estrela em que meu sonho alcançou, de alguma aura brilhante, e até talvez de pouco tempo atrás, e até em alguma outra vida passada... não sei precisar esse tempo, mas que te conheço, não tenho dúvida nenhuma, pois seus dizeres são conhecidos para o meu ouvido experiente.
Quando você diz que és desimportante para mim, ouço: SOU IMPORTANTE SIM, A PONTO DE CHAMAR A ATENÇÃO DO VITOR HUGO, E DEMAIS PESSOAS QUE ME GOSTAM MUITO!
Se você acha que as pessoas que lhe escrevem são importantes, a recíproca não é verdadeira?
Tenho guardado dentro do meu âmago, que no futuro seremos todos irmãos como se fossemos gerados pelo mesmo leito materno, e paterno, entende? Hoje em dia quase não participo de blogs como no passado, mas adoro encontrar uma pessoa tão meiga, tão sincera como você é, e olhe que não existem muitas pessoas com esse quilate. O sorriso é teu é? Irradia uma luz ofuscante, bonita, e já dá para antever o restante do rosto. Marie... Por favor, não fique longe de nós, e mesmo que escreva outro texto, dê uma dica para que possamos achá-la, está bem querida? Outro do mesmo tamanho para você!

Vitor Hugo.

Marie Tourvel disse...

Que bonitinho, Vitor. Você realmente é um amor, viu? Que bom saber que você gosta dos meus textos. Estou recebendo e-mails e comentários pedindo para que eu continue. vamos ver. Talvez faça como meu leitor Leo pediu, tire umas férias. Os meus leitores são muito importantes para mim, embora eu não tenha montado o blogue para ter leitores, mas sim, para exercitar minha escrita. É que começou a entrar um monte de gente e um monte de gente maravilhosa por aqui. Gosto daqui, me sinto bem neste espaço. Vamos ver, querido, vamos ver. Beijinhos com muito carinho pra você e muito obrigada pela linda mensagem.

cap. gancho disse...

Marie, boa noite! Hoje, estou aquí afim de marcar minha presença, e não deixá-la tão só como eu estou. Lamento a perda de uma grande amiga, que após tanto tempo de um bonito relacionamento amistoso, se foi, pois o tal virus que já lhe falei, está fazendo estrias em seu coração, mas ela não vê isso... lamentável marie, mas tenho o conforto de estar aqui fazendo deste espaço, o meu muro de lamentações, o qual, lhe peço muitas desculpas, entende? Pinte um quadro aí em sua mente, de que aguarda um email, mas esse nunca chega... pintou? É isso, marie, é isso! Um alegre boa noite para você, e que teu dia de amanhã seja melhor do que o seu hoje!

Marie Tourvel disse...

Olá meu querido. Está tristinho? Sei bem o que é isso, viu? Mas pode vir por aqui a hora que quiser, tá bom? Pode desabafar a vontade. Você verá que a pessoa vai te escrever e tudo vai se esclarecer. Você é muito generoso. Um beijinho e fique bem, viu?

Vitor Hugo. disse...

Outro pra você, Marie! Tenha uma boa noite!

Vitor Hugo Seytos/cap.gancho disse...

Olá Marie! Desculpe se ontem só pude desejar-lha uma boa noite, mas creia! Foi sincero! Gostei muito da nova foto em preto e branco, relembrando um passado que para mim, não é muito distante, pois agora vou completar 53 anos em Outubro próximo, (dia 29), portanto, sou do signo de escorpião, e sou casado com uma canceriana, que segundo os astros, é uma das melhores combinações do zodíaco, pois um, é continuação do outro. Você está bem? Acredito que estás melhor do que ontem, não é mesmo, querida? Hoje, por inúmeras vezes, vi teu sorriso, e com ele, completei o teu rosto jovial, e tranqüilo, mas ainda acho que te conheço de uma forma bem próxima, e já conversamos muito por email, mas não tenho muita certeza disso... É uma pena! Marie, hoje dormirei mais cedo, pois amanhã tenho uma viagem a trabalho, para a Amazônia, mas de lá, através do meu lap top, tentarei entrar em contacto com você, na medida do possível. Fique com Deus, e tenha uma ótima noite, está bem?

Marie Tourvel disse...

Ei, querido, tudo bom? Olha, acho que não trocamos e-mails, não. Acho que é outra pessoa. Mas fico contente que gostas de meu sorriso, viu? Faça uma boa viagem e espero vê-lo por aqui, está bem? Muitos beijos e boa noite.

ARQUIMEDES. Lembras ainda? disse...

Meu Deus! Quanta saudade...

Marie Tourvel disse...

Perdão, arquimedes, não lembro de você. E tens saudade de quê, exatamente?

ARQUIMEDES disse...

Perdão Marie! Entrei no blog errado, mas foi um prazer obter sua resposta "sincera". Um abraço, e um boa noite!

Marie Tourvel disse...

Tudo bem, querido. Volte quando quiser. Boa Noite.

Vitor Hugo Seytos/cap. gancho disse...

Pois é Marie! Ouvindo essa linda música, Elton John - Goodbye Yellow Brick Road, entrei no estado REMEMBER e voltei lá na década de 70 quando meu coração ainda sonhava com aquelas girls minhas colegas estudantes da faculdade de engenharia, e no ônibus, eu pedia para que o motorista sintonizasse a rádio Bandeirantes no programa do disc jóckei Enzo de Almeida Passos, (lembra dele, ou vc não era nascida ainda?) que atendendo a inúmeros pedidos, colocava em sua VITRÓLA MÁGICA, essa música que eu sempre gostei, (apesar de ser músico, e gostar de música erudita), pois música é música, e não importa o estilo, não é mesmo? Lembro-me de que naquele refrão onde o cantor canta acompanhado da orquestra e um pequeno coro desenhando lá no fundo, e tirando a poesia que sempre tive dentro de mim, mas toda a galera do ônibus cantava junto... Ah... Que tempos inesquecíveis aqueles!!!
Por que será que a Marie tirou aquele belo sorriso do começo do blog? Eu ficava muito feliz em vê-la sorrindo, e com isso, completava o teu rosto em minha mente, e lá, podia ver a mitológica deusa Frinéia. Ainda estou em Manaus, e por aqui devo ficar por mais alguns dias, mas sempre estou vendo seu blog. Tchau, até a próxima!

Marie Tourvel disse...

Olha, Vtor, já ouvi falar nesse tal de Enzo, viu? Mas nunca ouvi, não. Mas o Elton John é o fino do brega, né não? É bom relembrar os velhos tempos, né? Olhe, meu sorriso vai e volta. Tem dias que tenho vontade de colocá-lo, tem dias que não. Varia muito com meu humor. Vamos ver se fico felizinha por esses dias, tá bom? Espero que volte bem de Manaus. Beijos, querido.