4/01/2008

Pega na mentira

Corta o rabo dela, pisa em cima, bate nela. Letra interessante do nosso Erasmo que não é de Rotterdam. Hoje eu pensei em uma mentira. Pensei que alguém estava bem aqui ao meu lado, naturalmente não estava. Era sonho, mentira mesmo. Era eu fazendo um Primeiro de Abril comigo mesma. Até que foi divertido. Aconselho a todos fazerem isso. É até estimulante. Você que está aí pensando naquela pessoa que te faz suspirar, feche os olhos e diga pra você mesmo: ela está por aqui, dá até para senti-la. Pronto, abra os olhos: Primeiro de Abriiiil!. Aí você pensa: conseguimos derrubar o Efelentífimo. Pronto, abra os olhos: Primeiro de Abriiiil! Pense o que quiser. Só não deixe de pensar. Caso contrário, você passa a não usar mais plural e, conseqüentemente, vira petelho.

Sim, o post está tosco. Afinal, estou me recompondo das mentiras que preguei para mim mesma, mas vou deixá-los com musiquinhas, tá bom? (Já repararam, né? Quando estou sem inspiração -o que é uma constante, costumo tascar umas musiquinhas. Não reclamem, é melhor que nada).

Que música tosca, Deus do céu! Vai, clica logo que ela acaba rapidinho.

Essa eu simplesmente adorava, não dêem risada, não. Mentiras sinceras me interessam... , raspas e restos me interessam...

E aqui vai a do título do post. Não podia faltar, não é? E com vocês, o amigo de fé, o irmão camarada...

Vou dizer uma coisa pra vocês, têm mentirinhas sinceras tão boas de se ouvir que nem importa que sejam mentirinhas. O que realmente importa é que sonhamos com elas. E elas nos deixam flutuar pelos dias e pelas noites torcendo para que nunca acabem... Olha eu com meu sorrisão bizarro de novo...

6 comentários:

Janaina disse...

Puxa, que pena ter visto esse post só agora. Podia ter começado a contar umas mentirinhas bem bacanas pra mim mesma... :-D

Marie Tourvel disse...

Ainda dá tempo, Jana, ainda dá tempo. Só meia noite é que viramos abóbora.;) Sua visita sempre me envaidece, viu? Beijinhos

Alexandre, The Great disse...

Mentir é facil, né? Difícil mesmo é encarar as VERDADES e as mais cruéis costumam ser aquelas que nós mesmos criamos.

Beijos, minha linda!

Marie Tourvel disse...

Ai, Alex, que difícil pensar nisso, né não? Criar essas verdades... deixa prá lá. Beijos, querido.

Zé Costa disse...

Em tempos de PT, o dia mentira é todos os dias!

Marie Tourvel disse...

Oi, Zé, querido. Concordo com você, viu? E quer saber? Tanto as verdades quanto as mentiras desse partideco nos enoja, não é? Volte sempre, tá? Beijo