4/10/2008

Tinhosinhos esquerdistas em nossos ombros

Saiu no UOL, hoje: "Lula 'tem anjo olhando por ele', diz jornal holandês"

No dia em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia oficialmente sua visita à Holanda, o principal jornal do país, o "De Telegraaf", dá as boas-vindas afirmando que o brasileiro tem "um anjo" olhando por ele. No longo artigo, publicado na seção financeira do "Telegraf", o jornalista lista os episódios positivos que têm marcado a trajetória de Lula como pessoa e como presidente, desde a vida humilde em Pernambuco até os bons ventos econômicos que têm impulsionado a economia brasileira.

"Às vezes, parece que o filho de agricultores tem um anjo aos ombros", diz o jornal.

Aí, me vem nas idéias, viu? Quando li no UOL pela manhã essa coisa aí de cima, cheguei a pensar em escrever que se ele tem um desgraçado de um anjo nos ombros, nós os desgovernados pela besta, temos um amontoado de tinhosinhos esquerdistas nos nossos - o que é absoluta verdade. Só que ao longo do dia conversei com um amigo jornalista e disse a ele o seguinte, eu não me conformo como podemos ler textos de uma fada Sininho do lulopetismo ou mesmo do pensionista Cony, sendo que tem um monte de gente boa para escrever colunas nos jornais. Veja bem, sei que as redações estão infestadas de esquerdopatas, mas tem mum punhadinho de gente boa e os grandes jornais deixam essa gente boa encalacradas em funções burocráticas. Se soubessem, se soubessem... E, pior, tanta gente boa sem um espaço num jornal pra chamar de seu e a gente tem que ler uma coluna do famigerado Sarney, vez ou outra na Folha. Pois é, pois é. Sei que o jornalista holandês que escreveu essa matéria pro Telegraf, não tem noção de como vivemos aqui, mas podia ao menos se informar, né? Acho um desrespeito ele escrever essa historinha de anjo e não tocar em mensalão, dossiês, enfim, maracutaias. Quer saber, jornalista holandês? vai acasalar em Haia, vai.

10 comentários:

Rover disse...

Ah, mas eles estão certos. Enquanto o Lula é sintoma de mazelas nossas, pra eles lá é mera curiosidade antropológica, sociológica e, pq não dizer, metafísica. Se um desses aparecer por lá, pra eles, matam no ninho. Afinal, mais que o dobro da nossa idade, em termos de civilização, serve pra alguma coisa, claro.

Marie Tourvel disse...

Ah, Rodrigo, quando eu crescer eu quero escrever assim que nem igual a você, viu? Tá vendo como é bom ser objetivo? Eu, no meu prolixismo e no quadradismo dos meus versos que vão de encontro aos intelequitos, não consiguiria nunca falar isso com tanta objetividade. Rover, eu te amo! Beijos, querido

sôdoida disse...

Eu amo o Rover tbm - ele disse, com essa objetividade de que vc falou, tudo o que eu queria dizer! rs :-D
Bjo, Mariiiiiiiiiiiiiieeee

Marie Tourvel disse...

E não é, Shi? O Rover não é maravilhoso? Olha aí, Rodrigo, nós amamos você. E você, Shi, adoro quando vem por aqui, viu? Beijos, querida.

Rover disse...

Meninas, obrigado pelo carinho. Como diz uma música que gosto muito: "pra nós, todo amor do mundo".

Marie Tourvel disse...

É bom ser amado, né, Rover? Beijos

Crys disse...

Jornalista holandês é que nem o Lula, não sabe de nada, não viu nada... a gente q se cuide! rsrssr. beijossss

Marie Tourvel disse...

É mesmo, Crys, é tudo ceguinho. Por isso a gente tem que ficar smpre de olho aberto, né? Feliz que você veio por aqui, viu? Beijos, querida

Anônimo disse...

Interessante como as coisas boas do Lula vc as esqueceu, né querida? Que tal 20 milhões de pessoas passando a comer 3 vezes por dia? Quem sabe não foi sobre isso que o jornal holandês se referiu, sabendo que o disse-me-disse das "marcautaias" não seja coisa daqueles que não aceitam de forma alguma o governo do operário consertar o país, acabar com a dívida externa, reduzir os juros, criar empregos em quantidade recorde, fazer crescer a economia, enfim, tornar o país viável???

Marie Tourvel disse...

Ai, ai, que preguiça. Anônimo, dizer que o Lula consertou o país é de uma desonestidade tão grande, mas tão grande que não vale a pena eu responder a você. Talvez faça um post, não para você, claro, mas explicando o motivo pelo qual seu comentário é tão desprezível. Falar de operário que virou presidente, de disse-me-disse de maracutaias -como se não soubéssemos que o nome deles é maracutaia, e que Lula está tornando isso aqui um país viável; não é só desonesto, é lamentável. Eu ainda esperava chamar essa terra de país um dia. Hoje, nem isso espero daqui. E, por favor, esquerdopata, aqui é um bloguinho de humor, tá bom? Não tenho a menor vontade de dar atenção a chatinhos ou chatinhas anônimos lulopetistas. Um abraço.