5/21/2008

At a stroke

Tenho cá para mim, que às vezes abuso. Não abusar por abusar. Muitas vezes na intenção -de boa intenção o inferno tá cheio, né?, de ver algum querido feliz, avanço o sinal. Peço à pessoas, também queridas, o que não devo, ou pelo menos o que não deveria. Recebo respostas educadas, porém num tom um tantinho agressivo. Muito provavelmente porque enxergam terceiras intenções em meus pedidos -não como a primeira intenção do começo do parágrafo.
Mas tenho um recado para estes queridos: sim é sim e não é não. Um não redondo, às vezes soa mais musical nos ouvidos sensíveis de tipos como eu, do que qualquer agressão velada. Morro de vergonha em pedir certas coisas para pessoas, mesmo as queridas, ainda que jamais pediria algo por mim. Podem chamar de orgulho. Mas não é aquele orgulho por me sentir melhor que os outros. É pura vergonha mesmo. É como se eu não me considerasse merecedora de pedir algo por mim. Mas isso tenho que resolver na psicanálise, que é lugar de gente feito eu e muitos outros que nem isso admitem.
Olha, pessoa querida, só peço o que eu acho que realmente vale a pena. Minhas neuroses, essas, estão se curando gradativamente. E de forma tranqüila, apesar de receber sempre uma cândida hostilidade. E para você, querido, segue uma musiquinha que adoro de uma banda idem, já que mando musiquinha para todo mundo. Eu posso ser carinhosa até com os hostis replicantes.



E para você, hostil, meu melhor sorriso. :)

18 comentários:

Janaína disse...

Flor, quem foi hostil com você? Conta que vou lá dar umas sapatadas. Anyway, valeu pela musiquinha. Adoro o Stipe. Beijoca.

Marie Tourvel disse...

Oi, minha linda, que bom veio por aqui ouvir R.E.M. comigo. Bom, né? Olha, Jana, algumas pessoas são hostis porque acham engraçadinho ser hostil, mas carinhosamente, viu? É difícil entender isso, mas é assim mesmo. Não daria uma sapatada na pessoa, ela é muito querida. No máximo, vamos dar um safanão nela? Cê vem comigo? hahahaha
Não preciso dizer que é sempre um prazer recebê-la aqui, né? Mas vou dizer... Adoro quando vem por aqui, minha amiga querida. Beijos

QuincasB disse...

bonjour, marie: não sendo de caiapó, hostilidade é superstição

Rover disse...

(segunda tentativa) Mas vc tá muito exigente com vc mesmo, criatura! Pára com isso, vc é de uma doçura imensa, não se cobre tanto. We love you just the way you are...// Não gosto muito de Joy Division. Aliás, não gosto muito de bandas que a gente meio que tem "obrigação" de gostar...// Apareça no Seleta, vc é da casa. Se cuida, muié.

Rover disse...

Aliás e a propósito: hostilidade se trata com Fucking Hostile, do Pantera. Aí nego aprende e fica quieto ;-D

Marie Tourvel disse...

Bonjour, Quincas, querido. Gostei! Hostilidade é superstição. Perfeito. Ó, semana que vem, quero você e o redentor me recebendo nesse Rio de Janeiro que continua lindo, hein? (sei que não deveria citar o ministro da CuRtura, mas não resisti). Beijos

Marie Tourvel disse...

Oi, Rover, querido, realmente eu me cobro muito, né? Preciso, não de psicanálise, mas um tratamento de choque hahahaha. E doce é você, querido que sempre vem por aqui com palavras musicais em meus ouvidos...
Olha, eu entendo que existem bandas que nos fazem ter a obrigação de gostar. Aquela coisa cool que se você diz que não gosta, lançam aquele olhar de desprezo meio blasé. Mas o Joy, pra mim, não é assim, não. Eu gosto mesmo.
Vou agora lá no Seleta, pois já sabe que lá me sinto em casa. Beijos

Marie Tourvel disse...

hahahahaha
Rover... Pantera neles! Que nem igual o Peroba Neles! Adorei... Mais beijos

Rover disse...

Já q vc disse q ia, dei uma arrumadinha pra te receber melhor. Sabe como é, a casa ficou vazia uma semana, hahaha...

Marie Tourvel disse...

Mas eu mandei a moça da limpeza dar uma limpadinha todos os dias, viu? Se ela não foi, a demito sumariamente! Tô indo agora. Beijos!

sôdoida disse...

Ai, manazinha, eu, do jeito que tô (meu inferno astral persiste, persiste...), mando logo (ainda que mentalmente) ir à m(****)!!!! rs. Bjão, Marie queridíssima, bom feriado!

Marie Tourvel disse...

Então, vamos mandar junto, ShicaMaria? É a minha vontade. Tava com saudade, viu? E vou ficar cobrando a data do seu aniversário. Daqui a pouco vou lá no putitanga! verificar se tem alguma pista... Beijos, querida

A. disse...

"Educado, porém agressivo" é que nem "vermelho, porém amarelo" ou "seco, porém molhado". Ai, ai, ai! Não pode, não!

William disse...

Não entenda como proselitismo, não. Mas foi o primeiro texto que me veio à mente quando li o seu post. São palavras de Jesus. Nestas, mesmo para os que não crêem, podem encontrar uma sabedoria. Cito:

Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.
MT 5:38 - Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.
MT 5:39 - Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;
MT 5:40 - E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;
MT 5:41 - E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.
MT 5:42 - Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes.
MT 5:43 - Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
MT 5:44 - Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
MT 5:45 - Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
MT 5:46 - Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
MT 5:47 - E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?

PS: comecei a escrever o post sobre os blogues, vc viu? Quando estiver pronto, aviso o Bruno!

Marie Tourvel disse...

Any, querida, entendo bem o que quer dizer. É assim que penso. Mas a pessoa é um pouco excêntrica, sim. Não sei como explicar, mas é educado. Até o tom meio agressivinho delé, é educado. Ele é azul, porém (ai, porém), cinza, se é que me entende. Gosto tanto quando vem tomar um cafezinho aqui... Beijos

Marie Tourvel disse...

Sabe, William, querido, que sou realmente uma cética, uma descrente, mas leio com atenção as palavras da bíblia, de Jesus. Sigo um amontoado de preceitos cristãos por coincidentemente se adequar à minha conduta. Portanto, só tenho a lhe agradecer pelas palavras que deixou.
PS: li seu post, sim, e é muito bom que continue. Você fez uma analogia muito pertinente, viu? Adoro você, querido. Obrigada por tudo. Beijos

Sabesselá Quem disse...

De um rasgo só Marie, olha, não me queira mal, mas como também tenho um problema parecido com uma pessoa muito querida, fico pensando...
Assim como eu, me sinto às vezes hostilizada, será que essa pessoa querida, não se sente assim também, hostilizada por mim? Não leva a mal, Marie, pode ser apenas um mal entendido.
Sabe, se você mandou uma música tão bonita, e chama de "pessoa querida", é porque algum dia ele (a) não era nada hostil com você.
No meu caso, não desisto, eu tenho a certeza que essa pessoa vale o meu carinho.
É curioso pensar que estamos numa situação, de certo modo, parecida: você para Auckland, eu para China. Verdade. Esse assunto é recorrente. Mas eu não vou.
E pode contar sempre com o meu sorriso, viu.

Beijo.

PS: não deixa ninguém mandar ele (a) para "M..." ou "PQP". Adoooooro R.E.M... :)

Marie Tourvel disse...

Será, sabesselá? Será que algum dia o hostilizei? Estou tentando puxar pela memória... vamos ver... Mesmo com tudo isso, eu adoro essa pessoa, é um querido mesmo. Tivemos momentos muito bons e acredito que ainda teremos vários. Não sei o que aconteceu ontem.
Não vá para a China, não. Eu não vou para Auckland, também.
E é engraçado, sabesselá, parece que lhe conheço. Parece que converso com você e sabes de minhas coisas. Tens umas tiradas...
Já senti que posso contar com seu sorriso e com sua amizade. Também adoro R.E.M. Beijos!!!