5/18/2008

I Wanna be Sedated

Embora pareça que este blogue esteja partindo para a ignorância, digo, diarinho, não é bem isso, não. Só parece, mas não é. Cada dia que passa, por mais que procure considerar que a possibilidade seja remota, vejo um terceiro mandato para o Efelentífimo. Eles negam, eles dizem que seria um desastre, como disse o Presidente da Câmara, Arlindo Canaglia, digo, Chinaglia. Mas o fato é que querem isso, sim. O fato é que com a oposição que temos, tudo caminha para um terceiro mandato. E um quarto, um quinto... Lembram-se do insano Galvão Bueno na Copa de 94, quando o Brasil foi tetra? Ele dizia insandecido quando o Roberto Baggio, aquele monumento, errou o penalty: "ACABOU! ACABOU!" . Perdoem-me, hipócritas leitores, meus semelhantes, colocar Galvão Bueno narrando o jogo, Pelé chorando e comemorando e ainda por cima com o tema do Ayrton Senna... realmente é coisa de gente doida. Mas é só para ilustrar com mais embasamento o que é verdadeiramente o Bananão. Sim, acabou, amiguinhos. Não temos mais perspectivas no Bananão, se é que um dia tivemos. Eu não terei estômago, nem cabeça, nem intestinos, nem nada, para agüentar por mais tempo essa gente nos governando. Essa República da Língua Preva, do findicalifmo. Acham que podem tudo, e o pior, é que podem mesmo. Se encalacraram no poder e com uma volúpia, um apetite. Nunca acreditei que um dia poderíamos chamar essa terra de país. Nunca! Mas ao menos esperava um pouco de dignidade, um restolho de indignação nos eleitores. Mas aí chegam as pesquisas. Cada escândalo que surge -e olha que é um a cada semana, ou dois, sei lá; a popularidade do Efelentífimo aumenta. Tínhamos 40 milhões de eleitores que jamais votariam nele e que o reprovavam. Agora nem sei mais se são 40 milhões. Acho que, talvez 30, ou 20, sei lá. Lembro sempre de Diogo Mainardi quando ele falou pela primeira vez da maioria bovina que se forma nesta terra. 96% sempre aprova tudo. Sempre está tudo certo. A porcaria é que faço sempre parte dos 4%. Devo ser uma chata mesmo. Uma rebelde sem causa. Uma "reaça" de primeira. Por isso não quero mais viver aqui. Simples assim. Não é fácil fazer parte desses 4%, mas resisto. Acho que chegou a hora e a vez desses 4% irem à luta, brigar por liberdade de expressão, brigar por... Mas, não contem comigo. Essas coisas me dão uma preguiça desgraçada. Ouça Ramones, que é uma delícia. É o que quero pra mim.

the ramones - i wanna be sedated


Adendo: não sei quando volto a postar por aqui. Amanhã tenho um compromisso à noite que me fará morrer de vergonha. Quem me conhece, sabe o que é e por favor, torço para que não consigam acesso em certos lugares. E na terça-feira pego um avião para o Rio de Janeiro a trabalho. Parto para lá, mas algo de estranho acontece. Quero muito voltar, mas algo me diz que não volto. Estranhas sensações, estranhas sensações de uma descrente que está ficando tola, cada vez mais tola. Só não vira mais tola ainda, porque sabe que jamais será uma adesista barata, nem cara. Nem se for morta por bala perdida.

14 comentários:

Frodo Balseiro disse...

Marie, parabens por fazer parte dos 4%. Eu que modestamente também me incluo "dentro dessa massa" minoritaria, me orgulho bastante dessa condição!
bjs

QuincasB disse...

eu e o redentor te aguardamos de braços abertos

Marie Tourvel disse...

Frodo, querido, eu não tenho dúvidas que você faz parte dos 4%. Só me fala uma coisa, é preguiçoso como eu? (hahaha). Você sabe o quanto gosto de recebê-lo por aqui, não é? Um beijinho

Marie Tourvel disse...

Ei, Quincas, querido, és do Rio? Então, me espere mesmo de braços abertos na cidade maravilhosa. Tenho amigos especiais por aí e você é um deles, claro. Muitos beijos e me aguarde...

sôdoida disse...

Manazinha, se vc for pra Auckland, eu vou contigo, visse? Ouvi dizer que na Nova Zelândia nem tirar percentual eles sabem... rs. Bjão, e boa sorte hoje à noite (juro que eu queria estar na primeira fila! :-D)!

Marie Tourvel disse...

Bom, se você for para Auckland também, aí eu topo. Imagina o quanto a gente ia se divertir, né, Shica? Você sempre estará na primeira fila, viu? Você é amigona, querida. Beijos

Rose Marinho Prado disse...

Mas o que vai acontecer no próximo capítulo? Não em relação ao Lula, mas ao blog e...a você, Marie Marie???

Beijos

Marie Tourvel disse...

Olha, Rose, querida, se eu não fosse uma atéia convicta eu diria que tenho um anjo olhando por mim e que fez com que eu não precisasse viajar hoje. Não que a viagem tenha sido cancelada, mas adiada. Mas tenho uma pessoa em minha vida que é um anjo, Rose. E hoje terá post novo, querida. Adoro quando vem me visitar, viu? Um beijo.

Sabesselá Quem disse...

Marie... Acordada?
Só uma curiosidade: se eu fizer um curso com o Zé Cabala, será que estarei apta a entender suas viagens por entre linhas... As suas músicas eu entendo muito bem, e adoro, por sinal.
Vamos ver se eu entender:
Você foi, mas não pegou o avião... preferiu ficar à sombra das árvores azuis?...
Por que, Marie?
Eu consegui... lálálálálá lá! (risos)

Beijos!

Marie Tourvel disse...

Olha, sabesselá, o negócio é o seguinte: essa viagem estava num baita chove não molha desde a semana passada. Nunca senti umas coisinhas que senti quando soube dessa viagem. Sou muito prática com isso, sempre. Só que quando soube que iria viajar, senti uma coisa estranha, não sei explicar. Bem, eu sei que uma pessoa muito querida por mim, sentiu algo parecido. Ontem essa pessoa me falou em anjos e tal. Eu não acredito. Hoje recebi a notícia do meu Rubens de Falco pela manhã que a documentção para levar ao Rio só ficará pronta possivelmente na segunda-feira, portanto, minha viagem foi adiada. Por isso digo que essa pessoa é meu anjo. Entendeu agora? Ainda bem que ao menos entende minhas músicas. Um beijo pra você, querido (a).

Marcelo Lopes disse...

Ah, querida marie, andei bem ausente, também viajando a trabalho. E confesso que ultimamente também sou atacado por uma vontade muito grande de ir embora desta terra (País? Nunca será!).
Ah, quem dera que essa outra pessoa querida que sentiu essas coisas de que vc fala também não sentisse que não haverá mais mandatos para esta gente que nos governa agora... aí eu até pensava em ficar por aqui.
Mas, na verdade, estou apenas divagando: Mrs. Tangente já avisou que não sai do Brasil, nem comigo. Então vou ficando por aqui mesmo, preguiçoso tb e tb nos 4%. E sonhando com Auckland.
Vou ainda fazer uma indelicadeza agora: como não vim aqui na semana passada, te desejo um feliz aniversário atrasadão, com vergonha mas com muita sinceridade.

Marie Tourvel disse...

Ai que saudade que eu estava de você, viu, Marcelo? Que bom que veio. Dá vontade mesmo de ir embora, né? Você é daquelas pessoas que aquele meu amigo disse que vão para Auckland -sabe, aquele grupo seleto?, você faz parte do grupo, claro. Quanto a minha pessoa querida, ele diz que é só pra mim, viu? Uma espécie de anjo da guarda. Ai, ai, ai, ai, ai. Daqui a pouco começo a acreditar em duendes... hahahahaha.
Duvido que Mrs. Tangente o deixe só. Mas por enquanto até que dá pra se segurar por aqui, né? E dá um beijo nela por mim, tá?
Muito obrigada pelos parabéns, querido. Não faz mal que é atrasado. Eu sou a rainha em dar parabéns atrasado pros grandes amigos. O que vale é sua presença por aqui. Um grande beijo, querido.

Roger disse...

Querida Marie,

o Molusco Eneadáctilo e a cambada de pilantras que o cercam estão cada vez mais fora do meu campo de interesses. Estou me tornando um sujeito alienado e mais feliz.
Se vai ter terceiro mandato, bem feito para esse povinho bunda (saudades do Bussunda). O negócio é preparar seus filhos desde cedo para irem embora dessa joça quando estiverem adultos, pois o petismo é somente um exagero do modo de se fazer política no Brasil. Eles são bem mais, digamos, assanhados.
Um país em que o mais perto que se chega do conceito de nação é a torcida do Flamengo merece mesmo um "Acabou! Acabou"

Marie Tourvel disse...

E não é, Roger, querido? Eu estou absolutamente cética. Um amigo me disse que eu não deveria sequer escrever sobre o possível terceiro mandato para não dar mais munição pra eles. Olha, Roger, aqui não tem mais jeito, não. Estou realmente preparando meu filho para estudar fora. Chega desse Bananão, chega desse samba, suor e bestas-feras do lulopetismo, né? Um grande beijo e adorei sua visita, viu?