5/22/2008

Mamma mia!

Enrolei pra caramba para escrever um post aqui, hoje. Hoje mamãe aniversaria. Ela convidou-me para tomarmos chá. Passei a tarde com ela. Foi tão bom. Apesar de no dia das mães eu ter confessado a todos que ela gosta de Agnaldo Bichol -perdoe-me, mamãe, mas não resisto; e de músicas melosas italianas, ela é maravilhosa, viu? Ela é tão cheia de vida. Nunca fica triste. Tem um olhar otimista para tudo. Apesar da idade já avançada, não parece. Ela é muito ativa, muito independente. Faz de tudo. Sai pra cima e pra baixo como se ainda tivesse 40 anos. E, como toda boa mamma italiana, cozinha que é uma beleza. Mamãe, eu sei, me acha estressada demais, assim como pensava isso de papai. Ela diz que não tenho muita paciência com as pessoas e que sou brava, porém doce. Ela disse hoje que tento esconder essa doçura para não parecer fraca. É duro ouvir isso. Como assim, esconder doçura? Que doçura, o quê? Aí vem um amigo hoje, e diz que sou doce. Caramba! Acho que mamãe tem razão. As mães sempre têm razão. Fico brava, esperneio, dou bronca... mas é tudo fachada. Sou uma molenga mesmo. (confesso que adoro ser molenga). É tudo pose. Mamãe, mais uma vez, eu te amo! Quer mais chá? Me recuso a colocar algo brega por aqui, mamãe. A música não pode ser brega... Tá bom, tá bom... Essa eu sei que você adora... só me recuso a tascar novamente o Bichol, tá?



Pelamordedeus, hein? Olha o que você me faz fazer, mamãe. Com você sempre serei uma molenga, viu? De novo, de novo: Eu te amo!!!

12 comentários:

Rover disse...

É... mãe é mãe. Se vc esconde a doçura, então eu digo que achei. Ou ainda: se ela fala isso, é pq não te lê. Beijo.

Marie Tourvel disse...

Ei, Rover, querido, mamãe não me lê mesmo. Tadinha, não entenderia nada. E você é que é um menino doce, viu? Gostoso logo pela manhã receber esse comentário lindo. Beijo

Crys disse...

Mãe sempre tem razão, acredite, elas têm um olhar de raio-x, enxerga tudo, até nossa alma. E se falar que não, ela ainda briga...rsrs. Um abraço gostoso de niver na sua mãe. Beijocas, Marie!

Marie Tourvel disse...

Tem sempre razão mesmo, né, Crys, querida? Incrível como elas sempre acertam na mosca. "Brigada" pelos parabéns em mamãe. Vou transmitir pra ela. E você, sempre carinhosa, né? Beijocas pra você também.

Frodo Balseiro disse...

Marie, tem que ser descendente de italiano para entender em sua profundidade o que foi escrito por você!
Eu, como bom "oriundi" entendi perfeitamente!
bjão
frodo

Marie Tourvel disse...

Pois é, Frodo, tudo gente passional, esses italianos, tudo gente doida, tudo gente piegas... mas com tanto amor pra dar, não é? Que bom que você é um italiano também e me entende. Muitos beijos pra você.

sôdoida disse...

Manazinha, italiano é TUDIBOM, num reclama, owww. Cara, uma vez fui a uma festa em um restaurante aqui só de italianos, putitanga, me diverti MUITO, ri muito, até chorei (eu que nem sou disso... rs)!!! Mas olha só, isso é coisa de taurinos, essa coisa de se esconder um pouco pra não mostrar fraqueza. Eu, boa taurina que sou, ODEIO parecer fraca, gosto de estar sempre em cima dos saltos das havaianas, pero sem perder la ternura, JAMÁS!! :-|
Queridona, saiba que a tua presença atrasada lá no puti! foi deliciosa, veio em boa hora, e eu tbm espero que nossa amizade prospere, especialmente se formos pra Nova Zelândia (terra onde TUDO acontece!! :-P) - a gente PRECISA se entender, né? rs.
Um beijo ENORME pra Mama Tourvel, desejo pras duas muita paz nesse relacionamento (sei como é, a minha mãe é taurina tbm :-D), e muitos mais anos pra alegrar nossas vidas (vc estando feliz eu tô feliz tbm, ora pois!)! E te deixo uma bjoca, na bochecha!

Marie Tourvel disse...

Nós, italianos, somos uns passionais, isso sim. hahahaha. E você quer saber, ShicaMaria? Até minhas hawaianas tem salto (confesso, sou baixinha). Imagina você se em algum momento eu desço do slato... Somos iguaizinhas, querida. Tudo o que quero é ter esse contato maravilhoso que temos. Você é realmente do balacobaco, Shica. Adoro você e retribuo o beijo em sua bochecha!

Léo e só disse...

olá Marie.

E como diz aquele senhor com um rabo de rolinha na boca; a gente vai ficando mesmo parecido com os nossos pais.

O fantástico é perceber que até os gestos são similares! :)

abs

Marie Tourvel disse...

Igual, que nem, Leo. Quando eu digo que aquele bigodudo é o maior filósofo do Bananão, ninguém acredita. Olha, só o gosto musical é que acho que não será igual ao de mamãe, nunca. Tem um chazinho aqui. Pode pegar a vontade, Leo, querido. Beijo

Sabesselá Quem disse...

Olá Marie!!!
Nunca é tarde para...
Deixar aqui meu parabéns e um sorriso para sua mãe.
Beijos.

:)

Marie Tourvel disse...

Ei, Sabesselá, muito obrigada, viu? Transmitirei à mamãe.;) Beijos