5/27/2008

Minhas seqüelas e meu lindo amigo

Queridos, leiam isso antes de mais nada. Eu, modéstia às favas, dirijo muito bem. Jamais andaria na contramão. Sou louca, mas nem tanto. Sim, eu sei, a moça deve sofrer de algum distúrbio, afinal, é bancária, sei o que é isso. Pelo perfil, deve ser operadora de mercado, a coitada. Todas as características. Falo com conhecimento de causa, já que por muito tempo vivia falando sozinha -não que isso não ocorra ainda hoje. Sabem como é, ficam seqüelas irreversíveis. Mas hoje conversando com um querido e muito especial amigo -adoro você e sabes disso, ele me disse que andei na contramão nos últmos posts e que quer ver a Marie escrevendo como antes. Ele disse que desconfia o que aconteceu comigo e sabe até nome e endereço, mas me disse que não vale a pena ficar desse jeito, que ninguém neste mundo pode tirar este sorriso de meus lábios. Ele é um fofo. Mas depois das fofuras, rimos muito, muito mesmo. Ele tem um humor fino, gostoso, daqueles que parece chocolate de tão bom que é. Me fez um bem danado. Combinamos de nos encontrar para rirmos de chorar pessoalmente, já que nossa conversa foi pelo MSN. Estou toda internética, né? Preciso de um contato com toque -calma pessoas, toque de mãos, de amigo, seus mentes sujas. Mas sei que ele trará minha alegria de volta, isso eu sei. E vocês verão muita bananice por aqui, tá?

O próximo post será dedicado a um outro querido. Aguardemmmm!

6 comentários:

A. disse...

Chega de pepinos e abacaxis, queremos bananice e salada de outras frutas! Com creme de leite! E sorvete! Uma caldinha de chocolate? Claro!

Marie Tourvel disse...

hahahahaha.
E isso dá música, hein, querida? Eu só quero chocolate! Mas o nosso pode vir acompanhado com frutas, não é? A casa agradece. Adorei que passou logo cedo por aqui, viu? Beijos, querida.

Sabesselá Quem disse...

Olá Marie,

Que delícia... amigo sabor chocolate. Vicia... mas é vício doce, que os Astecas usavam como entorpecente. Bom né, Marie.

Beijo,
:)

Léo e só disse...

Oi Marie

Como disse A.

Nada de tristeza ou estresse. Eles não nos pagam bem pra isso! :)

abs

Marie Tourvel disse...

Ei, sabesselá, que bom que veio. Nem fico preocupada com o vício do chocolate porque ele é tão especial que sabe até a hora que há necessidade mesmo de chocolate e quando não. ;). Beijos

Marie Tourvel disse...

Foi o que pensei, Leo, querido. E agora, como viu no post acima, o negócio é faturar moedinhas... Que bom tê-lo por aqui... Beijos