7/10/2008

Plush

Vai uma pelúcia, aí? (Ouvir durante a leitura do post. Se quiser, claro)




Eu gosto quando as coisas são bem explicadas, bem claras. Não gosto de coisas truncadas, não gosto de gente dissimulada, de gente que mede palavras, que calcula o que vai falar durante uma conversa informal. Esse tipo de gente, geralmente, não tem caráter. Não estou defendendo aqui que se deve despejar as palavras sem raciocinar. Não é isso. Se você pergunta: "então, foi isso o que realmente fez comigo?", e a pessoa responde: "a borboleta é azul com pintinhas pretas"; ou se trata de pessoa maluca ou mau caráter. Para mim não tem meio termo. E essa história de que não se fala a real para não magoar é de uma desonestidade tremenda. A verdade é sempre o melhor caminho. Sempre. Até pra se falar mal -ou mesmo escrever, de políticos o indivíduo tem que ser honesto no âmbito pessoal. Caso contrário, ele fica desacreditado por completo. De pouco adianta ter posições honestas no macro se seu micro é tão ordinário.

Atualização em 11/07/2008: fiz este post pensando num indivíduo em especial, mas pensando bem... acordei hoje pensando em várias pessoas que fazem coisas ordinárias em seu micro. Às vezes, inconsciente, até. Às vezes por competição boba. Competir com gente mais nova que eu, só no tênis. Nos campeonatos, seja no saibro ou em quadra rápida, ganho de lavada. Geralmente, jogadoras de tênis mais novas são estúpidas. Mas na vida, não dá pra competir. Sei que é covardia. E sei a hora de me retirar. Aí, vale um beijo pra minha mãe, pro meu pai e pra vocês, friends. Divirtam-se. Eu já me diverti o bastante.

9 comentários:

A. disse...

E o benefício da dúvida? Borboleta azul com pintinhas pretas pode ser lsd...

A. disse...

Ou bacalhau estragado...

Marie Tourvel disse...

Como disse, Anna, querida, não dou benefício da dúvida coisa nenhuma. Não tenho meio termo. Sou igual que nem o Cap. Nascimento. Tá com medinho 05? Pede pra sair, mas antes vamos ter uma conversinha... E acho que é bacalhau estragado ou vinho de Bento Gonçalves se passando por Periquita. HAHAHAHAHAHAHAHAAHA.
Beijos, querida.

Anônimo disse...

"De pouco adianta ter posições honestas no macro se seu micro é tão ordinário."

Lúcida! Gostei!

Rose Mprado

Marie Tourvel disse...

Ei, Rose, querida, que saudade. E não é mesmo isso? Como alguém pode ser honesto pra dizer sobre caráter de quem quer que seja, se na vida pessoal a pessoa é um lixo? Ora, ora, ora. Botemos os pingos nos is, né? Um grande beijo e vem mais aqui, tá?

QuincasB disse...

imaginando a cá um episódio de get smart assinado pelo nabokov, plush? bonjour, marie!

Marie Tourvel disse...

Sabe, Quincas, querido, imaginei exatamente isso quando tasquei o Nabokov e o Get Smart. Acho que estamos em sintonia. ;) Plush! Um beijinho e bonjour, lindo.

Janaína disse...

Adorei. Ô vozeirão... Eu quero um telefone de sapato! Beijoca.

Marie Tourvel disse...

Lindo, né? Daria tudo por um sapatofone, agora, Jana. Tudo. Daria meu celular, até. HAHAHAHAHAHAHAHAHA
Um beijo, querida. Sempre feliz com sua visita, viu?