10/11/2008

Os diálogos

Nesta semana tive diálogos muito interessantes com várias pessoas. Reproduzi três por aqui. Mas tive alguns ainda mais interessantes que não postarei, pois não quero aborrecê-los com esse tipo de leitura.

No entanto, ando mantendo um diálogo muito diferente. Eu não sabia que era um diálogo. Pensei que estivesse falando sozinha, mas vendo o retrospecto, obtive respostas à minha saudade. Ainda que as respostas não sejam conscientes e ele considere que esteja falando sozinho também, percebi a sintonia. Talvez ele perceba um dia o diálogo velado que mantivemos. Eu, de minha parte, continuarei postando minha saudade. Vamos ver se terei as respostas esperadas. Eu, que sempre acho que tudo seja coincidência ou acaso, me vejo acreditando em "sintonia" e "sinais". Ontem me disseram que eu tenho um monte do signo de touro em mim, mas como meu ascendente é em aquário, vivo em conflito. Disseram que eu tenho a necessidade de cuidar, pois até hoje só fui cuidada. Mesmo que seja tudo uma grande balela, ontem experimentei uma sensação interessante. Por um instante acreditei que mantive o tal diálogo velado. Foi tão bom acreditar nisso. Foi tão bom acreditar que ele sente saudades também... Mas, sempre me lembro daquela frase de um outro amigo. Ele sempre me diz: "É só o acaso, estúpida!", e aí faço o retorno na primeira à direita.

6 comentários:

Jana disse...

Como disse antes e antes, o que alguns chamam de "acaso", é "destino" para outros, "sincronicidade" para dúzias, "Deus" para muitos mais. Beijoca.

Marie Tourvel disse...

E eu ainda estou acreditando e é tão bom tirar um pouco os pés do chão. Principalmente para uma taurina tão taurina, né? :))) Beijos, Jana, querida.

Sabesselá Quem disse...

Oi Marie...


Eu acho que eu posso mas se eu passar do meu limite... perdão.

Mas olha só, segue o seu instinto, pois se você se fechar pra ele, nada flui. Nem acaso, sintonias, nem mesmo Deus.
Fico feliz por notar que você está mais feliz.

Beijos!
:)

Marie Tourvel disse...

Sabesselá, você nunca passa do limite. Já disse a você que algo me diz que você me conhece de algum lugar. Quem pode saber? ;)
Seguirei meu instinto, sim. Seguirei seu conselho. :)
A saudade que sinto é que me faz continuar.

Muito obrigada pelas palavras tão doces e um grande beijo.

Sabesselá Quem disse...

;)

:P

:)



Beijos!

Marie Tourvel disse...

Gosto muito de você, sabesselá. ;)

Mais beijos!