10/07/2008

Raiva e compaixão

Diálogo:

Ele: - Qual o cenário que você vê daqui pra frente?
Ela: - Negro. Tudo negro.
Ele: - E você, o que vai fazer agora?
Ela: - Esperar pra morrer.
Ele: - Quanta bobagem você diz. Tem que ter uma saída.
Ela: - Saída? Nem pela porta dos fundos. Está emperrada.
Ele: - Acho que você tem razão. Não deveria dizer agora, mas... eu perdi um monte de dinheiro...
Ela: - Você não fez o que estou pensando...
Ele: - (suspiro) Fiz. (lágrimas)
Ela: - ... (Olhar perplexo. Pausa relativamente longa).
Ela: - Vamos esperar pra morrer juntos, então.
Ele: - ... (mais lágrimas)
Ela: - ... (lágrimas de raiva e compaixão)

8 comentários:

Anônimo disse...

Ãnimo, Mulher! Nem tudo tá perdido.
Ainda somos nós, os brasileiros...kkk

kkkk

O post e o mapa no topo da pág são a prova. traficomiquíssimos!!!!

rose marinho prado

Marie Tourvel disse...

É, Rose, querida, sou bananeira e não desisto nunca. O organograma aí de cima é a prova de que estamos lascados. :)))
Beijos!!!

Anônimo disse...

pra tirar o ruído na comunicação:

Eu tinha escrito

'tragicomiquíssimos'...saiu

'trafffficomiquíssimos'...

rosem

Marie Tourvel disse...

Sei lá eu o motivo, mas eu havia lido tragicômico mesmo. ;) Se soubesse como está tudo tão tragicômico, amiga...
Beijos!!!

JúliaML disse...

É mesmo assim, querida Marie..

beijo

William Campos da Cruz disse...

Recebeu meu e-mail?

Marie Tourvel disse...

É mesmo, Júlia. As coisas vão acontecendo e a gente nem percebe, né? Um grande beijo e obrigada.

Marie Tourvel disse...

Lerei os e-mails agora, William, querido. Beijos!