11/08/2008

Rosa



4º Motivo da Rosa - Cecília Meireles

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verás, só de cinza franzida,
mortas intactas pelo teu jardim.

Eu deixo aroma até nos meus espinhos,
ao longe o vento vai falando em mim.

E por perder-me é que me vão lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

(Falem de mim, falem de meu papel ridículo, mas procurem falar de vocês um pouquinho, mesmo que seja para o espelho somente. Não têm coragem? É tão fácil adquiri-la. Mas para isso é extremamente necessário abrir a guarda. Não dá? É difícil? Então são menos talentosos do que eu idealizava. No soup for you. Next!)

16 comentários:

Rose Marinho Prado disse...

celebém bém

Marie Tourvel disse...

Cê que é uma querida.

Beijos!!!

Sabesselá Quem disse...

Oi Marie,

Tudo bom? Linda poesia. Mas olha só... há em você uma linda rosa que não sou. Sabe porque... eu prefiro ser pâqueretté.
Marie... fiquei prestando atenção... você tá brava?

Beijos!

Marie Tourvel disse...

Olá, sabesselá, tudo bom comigo, sim. E com você?
Você, uma margarida? Acho que pela inteligência a vejo como uma orquídea. ;)
Não estou brava, não, querida. Já estive, mas não agora. Estou muito serena.
Uma pessoa muito querida, mas muito mesmo, acabou de me dizer que eu vim aqui para confundir e não para explicar. :))) Deve ser verdade, né?

Beijos!!!

Claudia disse...

Hey,
Marie, você é, no mínimo, o máximo.
Bem que o Ronald me avisou.
As músicas, simplesmente maravilhosas.
Sua voz lindíssima.
Vc começou algo importante, de colocar sua voz nos poemas.
Eu pelo menos não sei de outros.
Parabéns
bj

Marie Tourvel disse...

Claudia, querida, é um prazer recebê-la por aqui. E indicada pelo Ronald, um querido também, melhor ainda. :)
Olha, acho que você está sendo generosíssima com relação à minha voz. É voz de rinite e sotaque paulistano indisfarçável. :)))) Mas procuro falar com a alma, sim.
Olha, o Pedro Sette Camara do blogue "O Indivíduo" faz isso todos os domingos por lá. Foi dele que peguei a idéia, mas ele é beeeeem mais corajoso que eu. Ele se mostra em vídeo. Claro, ele é um menino muito bonito. Assim até eu, né? ;)

Volte mais vezes. :)

Beijos!

Sabesselá Quem disse...

Obrigada, Marie. :)

Beijos e boa noite!!!

QuincasB disse...

o pequeno gesto de longe de leve e que basta, bonjour marie

Marie Tourvel disse...

Sabesselá,

:)

Beijos e bom domingo.

Marie Tourvel disse...

Exatamente, Quincas, querido. De longe, de leve. Basta! ;)

Bisous et bonjour

Léo e só disse...

Oi Marie

Minha para obrigatória no fim de semana.

abs

Marie Tourvel disse...

Você é um querido, Leo, um querido.
:)

Beijos!

RAA disse...

É curioso, Marie, imaginava a sua voz com um timbre muito semelhante. É curioso. :|

Marie Tourvel disse...

Imaginava com esse tom de rinite aguda, Ricardo, querido? :))))))

É curioso mesmo. As pessoas não me imaginam com essa voz meio rouca. ;)

Beijos!

RAA disse...

Imaginava, Marie, com um timbre, como direi?, nem áspero nem rugoso -- meio irregular. Um bom timbre. :|

Marie Tourvel disse...

Acho que você acertou numa coisa. "Meio irregular". Sou meio irregular. ;)
Bom timbre deixo por sua conta, sua generosidade. :)

Beijos