1/27/2009

Pudore

Acho que já disse por aqui que tenho dupla cidadania. Sou italiana por ser filha de italianos e bananeira por ter nascido por aqui. Quando tinha meus 18 anos resolvi que teria dupla cidadania. Acertei, claro. Afinal, quando morei um período lá na Europa era menos pior intitular-se italiana. Mas vocês verão a seguir momentos em que tanto faz ser um ou outro. Vergonha por vergonha...

Tenho vergonha por ser bananeira, entre outras coisas, por isso (não encontrei nenhuma mesa redonda - futebol debate no YouTube -quem encontrar, por favor me envie):



Roberto Avallone é imbatível, não acham?

Tenho vergonha por ser italiana, entre outras coisas, por isso:



Quem disse que porque eles são lá dazoropa, eles são menos bregas, menos cafonas, menos passionais?

Mas confesso que senti mais vergonha por ser bananeira nesses últimos dias. Abrigar sequestrador, terrorista e assassino por aqui com a assinatura do ministro da justiça não me deixou só envergonhada. Me deu nojo. Me deu asco. Fico pensando nessa gente que compara com o caso "Cacciola". "Seria uma vingança?" Quanta ingenuidade. Acho que tem a ver com um caso muito maior. Daqueles que o nosso Marcelo Coelho não tratou. E que só os feios e bobos e pessimistas e catastróficos se preocuparam.

Algum feio e bobo se habilita a comentar sobre isso? ;)

Atualização às 21:52: vocês já repararam que Luiz Eduardo Greenghald, o indefectível, está em todas? Desde Erundina e o caso CMTC, passando por Celso Daniel, pensões a "perseguidos" políticos, rumando para as teles, desembocando no Battisti. Polivalente, o homem. Só divagando, só divagando...

8 comentários:

R. B. Canônico disse...

Ora, Marie, a Itália sempre foi o Brasil da Europa! Nunca se esqueça disso hahaha.

Mas eles não possuem Lula!

Ou seja, ainda há um certo bom senso por lá, apesar de que até bem pouco tempo eles achavam Lula chic!

JúliaML disse...

Querida Marie, e o caso de PEdofilia por aqui, que até mudaram o Código penal para avorecer os Pedófilos?...E outros casos envolvendo o nosso 1º ministro, a lista não tem fim...

beijo e bem querer

Frodo Balseiro disse...

Marie, também sou 'oriundi', embora, confesso que por desleixo, nunca tenha feito o processo para obter cidadania. Claro, italianos são passionais, encrenqueiros, cantores, alegres, corruptos, milongueiros, muito parecidos com os habitantes do Verde-Lindo.
Mas convenhamos, eles estão a leguas de distância ( e à frente ), dos povos da Banânia, em termos de processo civilizatório!
Esse caso do Cesare Battisti, terrorista e assassino condenado, é mais uma prova disso..
Lamentável!
Beijo

Marie Tourvel disse...

Rodolfo, querido, sim, a Itália é o Bananão da Europa, embora não era só lá que achavam o Lula chique. Se você rodar a "zoropa" verá que eles o consideram o supra-sumo. Pra eles somos exóticos. E somos, não é mesmo? ;)

Beijos

Marie Tourvel disse...

Pois é, Júlia, querida. Se contabilizarmos as mazelas de Brasil e Portugal falaríamos por horas. Mas ainda considero a civilização portuguesa melhor. :)
Feliz por sua visita, amiga.

Beijos

Marie Tourvel disse...

Então, Frodo, querido, o que está esperando para entrar com o processo? É fácil. Tá certo que tem que agüentar certos funcionários sem educação no consulado, mas ainda assim vale a pena. ;)
Sei bem que eles estão à léguas da gente. Vivem numa verdadeira democracia há muito tempo, né? Apesar do Silvio Santos deles. :)

Tudo bom por aí, querido?

Beijos

Fernando Sampaio disse...

Também sou mezzo carcamano, lá das bandas de Napoli...
E agora estou lendo Gomorra de Roberto Saviano, sobre a máfia dali...É de arrepiar a espinha. Não perdem em nada para nossos traficantes e favela, só que andam de prada, Ferrari e Armani né! Favela chic.

Marie Tourvel disse...

Já li, também. É de doer, né? Mas darei uma dica pra você. Quer ouvir quem melhor até agora falou sobre o caso Battisti? Claro, ele, italiano como eu, Diogo Mainardi. Corre para o podcast do moço publicado hoje. Ele é do balacobaco.

Beijinhos