3/17/2009

Menino, menina que lê Baudelaire

E finalmente tenho você. Estou você, vivo você, suporto você, sonho você, realizo você, sinto você, sou você. E o mais importante: eu sei você.

Música edificante:



Minha grande amiga, vulgo Obama, disse-me ontem com todas as letras: "Sim, você pode." E eu repito: "Sim, eu posso." Eu posso postar Xuxa em meu blogue? Sim, eu posso. Estou só obamando um pouquinho. Todo mundo obama, por que eu não posso obamar um pouquinho? Tirar uma lasquinha disso?

Adendo: Pocket Classic inédito no Porta do Vento. Acho que a série deveria chamar "Fast Classic". Afinal, resumir "Em Busca Do Tempo Perdido" de Marcel Proust em 4 ou 5 linhas é como lançar um fast food da literatura*. Talvez é no que tenha se transformado a literatura, um Burger King de fraque. Comer um Big Mac no McDonald´s de smoking. Ou de vestido longo Dior com um legítimo sapato Salvatore Ferragamo.

*Até "gente como eu" pode falar nela. Mas com aquela vergonhinha básica. Fico corada, sim.

4 comentários:

Jana disse...

Hahahahaha
Figurinha.

Marie Tourvel disse...

Figurinha, eu, Jana? Sou mais uma caricatura. hahahahahahahaha

Obama nas alturas!

Beijos, querida.

Mike disse...

Vá, tire uma lasquinha, mesmo que fique corada. :)

Marie Tourvel disse...

Estou tirando minha fração dessa obamada toda. :))))

Corada fico sempre. Pode não parecer, mas morro de vergonha de tudo, Mike, querido. ;)

Beijinhos