3/12/2009

Cenas de cinema

Eu adoro esta cena de Roman Holidays. É tudo tão charmoso. Audrey Hepburn bem mulherzinha e Gregory Peck bem homenzinho. Como sempre deveria ser:



Dias fáceis num campo, dias difíceis em outro campo. Peço aos amigos que me ajudem a brecar meus impulsos, se possível. Amar tanto tem sido um fardo para mim.

20 comentários:

Grande Jóia disse...

Olá Marie, por aqui só eu devo estar trabalhando e espreitando os blogues. O filme é lindo ou melhor os actores é que o fazem. Mas quer mesmo ser ajudada a "brecar seus impulsos"?

Min disse...

Tó, Marie, tó. Segura a mão aqui, tó.

Segura, Marie. Mas segura bem forte mesmo.

Pronto.

Seguremos os nossos. Impulsos, é claro.

Beijocas

Min

Marie Tourvel disse...

Grande Jóia, querida, pode espreitar quanto quiser. É sempre um prazer recebê-la por aqui.
Realmente os atores é que fazem o filme ser lindo.
Eu quero muito brecar meus impulsos. Tá difícil.

Beijos!

Marie Tourvel disse...

Min, eu sempre estrago tudo com minha impulsividade. Me segura mesmo. :)

Vamos segurar nossas ondas, né? ;)

Beijocas

Frodo Balseiro disse...

Marie, não controla impulso nenhum não!!!!!!!!!!Deixa a vida te levar...hehehe
Ou como diria o outro, pimenta no...dos outros, é refresco!
Beijos solidariamente impulsivos

Rose Marinho disse...

Brecar os impulsos é tudo na vida.

Marie Tourvel disse...

Pois é, Frodo, mas eu fico meio cega em certas situações e vou tomando atitudes na impulsividade. Estrago tudo em poucos minutos. Uma tsunami. :))))

Tudo bom por aí?

Beijos, querido

Marie Tourvel disse...

Rose, querida, tem toda razão. Quero aprender a fazer isso. Só que acho que não tenho mais tempo. :(

Beijocas

Mikio disse...

Sempre há tempo, querida.

Mas será que vale a pena?

Sou nada impulsivo, passivo demais às vezes. O que também é um fardo.

Vamos fazer uma troca?! ;)

Beijos.

Rose Marinho disse...

Estará perdida. Dê um jeito. Dogo, opa, digo , por mim mesma.

Beijos e força , lute loucamente

Marie Tourvel disse...

Mikio, querido, não acho que a pessoa que raciocina antes de agir carrega um fardo. Ela é bem mais feliz, não acha?
Mas se quiser podemos trocar um pouco de lugar. ;)

Beijos

Marie Tourvel disse...

Lutarei loucamente e desesperadamente, Rose. Obrigada, querida.

Mais beijos.

Anônimo disse...

Marie:

Numa das obras de D.H.Lawrence(não me lembro qual),uma das personagens diz:
-"Detesto as ratazanas que deslizam ràpidamente sôbre as águas do esgôtos. Gosto dos ursos.Vastos,..lentos,..fortes".

Günther.

mikio disse...

O meio termo seria o ideal.

Nem passivo demais, nem impulsivo demais.

Quer um pouquinho? Eu empresto.

Eu diria que você é uma "mulher de atitude", seja lá o que isso quer dizer. E nós, homens, ficamos fascinados - e amedontrados - diante de mulheres assim.

É um mal; e um bem.

Mais beijos.

Mike disse...

Continue carregando esse fardo, Marie. Um dia ele se tornará uma pena bem leve e graciosa e você não terá a sensação de a carregar, e sim flutuar com ela. :)

Marie Tourvel disse...

Olá, Günther. Pois é, eu sou impulsiva, e talvez esta impulsividade leve alguém a pensar que sou uma "ratazana deslizando rapidamente sobre as águas do esgoto". O problema é que não consigo ser urso. Não consigo abraçar para matar, entende? Eu falo e ajo como se não existisse outra possibilidade. Cinco minutos depois percebo que daria para raciocinar e ter outras várias possibilidades. Nem sempre ajo assim. Nem sempre me dou mal por agir assim. Mas às vezes acabo me magoando e magoando pessoas a quem amo. Mas de ratazana não tenho nada, não. Nunca ajo sorrateiramente. Sou escancaradamente aberta para isso.

Obrigada por me lembrar de D.H.Lawrence. Tenho que reler urgentemente algumas obras dele. :)

Um beijo

Marie Tourvel disse...

É, Mikio, o meio termo seria o ideal. Qeuro emprestado, sim. ;)
Não sei se é bom ser essa "mulher de atitude", viu. Eu não quero amedrontar ninguém -e acho que amedronto, sim. Só quero ter bons momentos com quem eu escolhi para ser o amor da minha vida. É pedir muito? Acho que é, sim. :P

Obrigada por vir por aqui me dar essa força. Gosto demais de você. ;)

Mais e mais beijos

Marie Tourvel disse...

Mike, querido, quero chegar logo no estágio de flutuar com minha impulsividade. Cê me ajuda? ;)

Beijinhos

Fernando Sampaio disse...

Marie,
No contexto bundo-cultural brasileiro, existe alguma escassa probabilidade de que a elegância de Audrey Hepburn possa ter alguma influência no comportamente estético de nossas adolescentes?
Meditativamente seu,
Fernando

Marie Tourvel disse...

Meu querido Fernando, acredito que no contexto bundo-cultural bananeiro exista a probabilidade gigantesca de nossas aborrescentes desejarem ser magras como Audrey. Mas elegante como ela... NUNCA. Infelizmente. ;)

Já em transe e também sua,

Marie