5/27/2009

A maior decepção de minha vida

Chove lá fora e aqui faz tanto friuuuuu... E fico lembrando das decepções de minha vida. Eu tive algumas decepções, claro. Decepcionei-me com homens de toda espécie. Amores que se tornaram cafajestes. Amizades que se tornaram falsas. Ídolos –Cazuza em especial, que eu gostaria de beijar na boca e descobri que eram pirobos. Mas nada, nada me decepcionou mais do que descobrir que... o Bozo cheirava cocaína. Por isso, descobri eu de forma abrupta o motivo que o levava a ser feliz demais. Imaginem como fiquei marcada por esta informação. Imaginem que fiquei traumatizada. Porque era o seu número de telefone, Bozo, que eu dava para meus paqueras inconvenientes, ou chatos, ou feios. 236-0873, este era o telefone que me salvava. Depois que descobri sobre o vício do palhaço Bozo, nunca mais consegui inventar um outro número interessante para dar a esses pobres rapazes. Era obrigada a ser francas com eles. Foi realmente um trauma muito grande. A maior decepção de minha vida. E nada a superará. Nada me decepcionará mais, nem mil recados cafajestes pela internet mencionando-me. Um recado para o Bozo: pode vir mil cafas em minha vida, mil amigos falsos, mas nada apagará de minha mente as lágrimas que verti por você, ó Bozo malvado.



E depois de toda essa decepção, o Bozo virou evangélico... (Perdão, Marie está chorando demais para continuar...):



E assim terminou a melancólica carreira -ou carreiras?, do palhaço feliz demais.

24 comentários:

Shi disse...

Marie, manazinha, o segredo é jamais se apaixonar por palhaços: eles são felizxes justamente pq sabem que um dia irão decepcionar alguém. Tô aprimorando as minhas teorias, percebeu, né? rs. Bjo, querida!

R. B. Canônico disse...

Caramba, Richmond é, coincidentemente, a cidade onde está o Olavo de Carvalho!

Olavo, aliás, que terá artigo publicado na próximo dicta!

Mike disse...

Marie, pare de chorar, por favor. Suas lágrimas estão virando um oceano e já basta o Atlântico, certo? :(
Desencana do Bozo e das carreiras que ele escolheu. ;)

Marie Tourvel disse...

Certíssima sua teoria, ShicaMaria, querida. Se eu me apaixonar novamente será por um agente funerário bem mau humorado. :))))))

Beijocas e saudades...

Marie Tourvel disse...

Ei, Rodolfo, querido, obrigada pela dicta, ou melhor, pela dica. ;)

Beijinhos!

Marie Tourvel disse...

Mas eu quero que vire um oceano para que você atravesse a nado para vir aqui em São Paulo me ver, né? ;) Ok, pode trazer sua prancha de surf. Eu adoro surfista e já te disse isso. :)

Beijinhos!

Mike disse...

Oba! E posso pegar onda em Maresias? :D
Êta saudade dessa praia e do Beach Hotel. E de Camburi, que tem o Manacá, um dos melhores e mais belos restaurantes onde eu já estive. :)))

Marie Tourvel disse...

Mike, meu lindo, eu tenho casa em Maresias. Você, desde já, é meu convidado. :)
Vai pegar onda em "Marecas", como chamo minha Maresias e em Camburi, também. E te levo ao Sirena de quebra, quer? ;)

Mais beijos!

Mike disse...

Quero, claro. E ainda existe o Lao? :)

Marie Tourvel disse...

O Lao acabou e eu nunca fui por lá, não. No Sirena fui umas quatro vezes, só. Mas é gostoso o agito de Maresias, né? E a praia... bem, a praia eu amo. :)

Beijinhos

Caih Sara disse...

Agito em Maresias? Onde?
O Terral tem custo benefício legal, Marie. Mas, se você não gostar de gato animal, melhor entrar com cuidado pela servidão.
:)

léo mariano disse...

oi Marie


Mas ainda tem o Paulo Ricardo. Oxalá!

abs :D

Fernando Sampaio disse...

O Bozo cheirador?
Meu deus, isso é pior do que aquela vez que falaram que o Fofão tinha feito pacto com o Demo...

E igreja evangélica é especialista em juntar "gente fina" pra pregar. Sai capeta!

Marie Tourvel disse...

Oi, Caih Sara, tudo bom por aí? De Maresias eu gosto de tudo. Gosto do gato animal, também. ;) O Terral é bacana, sim. Faz tempo que não vou por lá. Bom ter você por aqui. Volte sempre.

Um grande beijo

Marie Tourvel disse...

Oi, Leo, amigo querido. O Paulo Ricardo virou cantor romanticuzinho. Depois tentou voltar ao rock, aí voltou pro romanticuzinho e hoje acho que ele só é um cuzinho... hahahahahahah

Tô com saudades de você.

Beijocas!

Marie Tourvel disse...

É mesmo, né, Fernando? Impressionante como essa gente faz de tudo na vida e depois vai pra igreja evangélica dizer que se purificou. Eu tenho curiosidade de saber se o dízimo que os pastores recebem também servem pra pagar o cachê dessa gentaiada toda. ;)

(Jura que falaram isso do Fofão? Mas isso nem decepção seria, né?)

Saudades de você, Fê. Vou te mandar um recado no seu iogurte, tá? :)

Beijos!

thais disse...

às vezes não sei o que é pior, o começo, o meio ou o fim...

Marie Tourvel disse...

Thais, querida, depende... Tem uma coisa que eu estou pensando que o começo foi muito bom, o meio, maravilhoso e o fim... ah, esse choro até agora.

Adorei sua visita e fui lá no seu "Coffee". Tô lincando por aqui. Só aquele Coltrane de hoje já valeria a visita. Mas tem muito mais coisas legais por lá. :)

Beijocas!

thais disse...

Obrigada, querida. Gosto muito daqui. Lembro quando tinha o harry/sally ali em cima. :) adorei essa do silvio/menina maisa.

Então, eu sempre gostei muito do Bozo... peguei o meio p/ o fim. Mas realmente foi uma injustiça da minha parte. No geral foram muitos momentos bons. Ainda que seja triste o fim, digamos que o caminho foi bonito. (apesar da cocaína)

Marie Tourvel disse...

Essa foto aí de cima mudo sempre, Thais. Troco toda semana, às vezes até antes. Espero que goste das que colocarei. Seus comentários são sempre bem-vindos. :)

O palhaço Bozo ainda vai, mas não perdôo o Valentino Guzzo de Vovó Mafalda. :))))

Beijos!

ana v. disse...

Querida Marie, um beijo de bom fim-de-semana. Aproveita bem!

Chora não, guria. A palhaçada não merece... ;-)

Marie Tourvel disse...

Oba! A Aninha veio aqui, hoje.
Bom fim-de-semana pra você, amiga querida.

Não estou mais chorando, não. :)

Beijocas!

Rose disse...

Cheguei tarde e peguei o Bozo andando. Não sei se entendi. Você gostava do Bozo? Aquele palhaço sem cara com roupa de pelúcia azul?
Palhaço bom era o Torresmo, o Arrelia, do meu tempo claro.
O que que tem que ele usava cocaína? Não entendi. De máscara não aparentava nada.
Desencana.

Marie Tourvel disse...

Não, Rose, querida, eu não gostava do Bozo. Achava tosco, mas como tosqueira é comigo mesmo, eu fiz uma brincadeira sobre a maior decepção da minha vida ser o fato dele cheirar cocaína. Tive decepções muito mais fortes em minha vida. :)

Já estou desencanada. E estou com saudades de você. ;)

Beijos!