6/01/2009

Stop all the clocks...



Jorge Luis Borges em A Rosa Profunda (Em Memória De Angélica):



Os motivos ninguém pode saber. A razão gostaria de ter. Eu só não gosto das segundas e hoje especialmente é uma segunda profundamente triste.

8 comentários:

Rose disse...

Mesmo nas segundas tristes...A minha hoje é até que boa, sem sustos, diria melhor.
Mesmo nelas, os sons, eles continuam. A frigideira não para pra sua tristeza; nem o menino que acabou de gritar, escuta. Nem o elevador, aqueles que fazem barulho, indo e vindo. Escutou o avião?
O babulho lhe diz que a sua tristeza não tem importância alguma.
É incompatível com a metrópole; teria sido, lá no meio do mato. As aves e uma sinfonia.O burro zurra?
Os sons não param. Os pés pulam as pedras. Com ou sem caminho. A tristeza não encontra sentido, a não ser que lhe toquem um blues.Não há quem toque?
Se puder, durma. Lá no inconsciente costumar haver uma costureira, mulher meio inteligente, é a consertadora de tristeza. Durma, Marie.

Rover disse...

stop all the clocks and ROCK around the clock, hehehe... beijo.

(trocadilho infame mas necessário)

BTW: Pearl Jam mata, com Betterman então... é covardia, Marie!

Mike disse...

O meu abraço solidário. Por esta segunda-feira profundamente triste para você.

Marie Tourvel disse...

Rose, querida, hoje é um dia especialmente muito triste pra mim. Se ligam ou não para minha tristeza não me importa muito. A morte é sempre triste. Tentarei dormir.

Um beijo

Marie Tourvel disse...

Pearl Jam é bom, né, Rover? Fico contente que tenha gostado. E adorei o trocadilho, não é infame.

Beijos!

Marie Tourvel disse...

Obrigada, Mike, querido. Seu abraço é muito importante pra mim.

Beijos

Rose disse...

Ai! Não sabia que alguém tinha morrido. Desculpe.

Marie Tourvel disse...

Não precisa pedir desculpas, Rose, querida.

Beijos!