1/23/2008

A candidata Soninha me respondeu. Palmas pra ela que ela merece.

No dia 30 de dezembro escrevi um post sobre a vereadora por São Paulo, Soninha. Não tive a pretensão que ela lesse, já que me considero muito desimportante, mas me estrumbiquei. Ela leu. Palmas pra ela. Gosto disso. Se bem que qual político não faria isso? Como num debate, tenho direito à tréplica. E mesmo que não tivesse, responderia do mesmo jeito, afinal o espaço é meu. Então vamos lá. Conforme o comentário dela que me chegou hoje aqui no blogue e já publiquei:

1)Se concordasse mais do que discordasse do meu ex-partido, não teria saído.2)Defendo qualquer um que eu ache que mereça ser defendido – é difícil alguém estar errado o tempo todo. Mesmo o meu ex-partido, outro adversário ou inimigo. Até o Agnaldo Timóteo, não sufragaria jamais. Eu criticava o governo Lula enquanto estava no PT; se achar que merece, defende-lo-ei.3)A que prejuízo capilar você se refere? São vários os prejudicados potencialmente apoiados pelo PPS. Se for o Geraldo, por exemplo, estou fora. Foi um mau governador; por que seria um bom prefeito?Mudei de partido porque perdi toda a esperança de que meu ex tomasse jeito, e porque o novo me cortejou dizendo que quer tomar jeito – e não se oferecendo como um partido lindo, perfeito, que não tem nada o que melhorar e que não tolera críticas. Não sabia da sua existência, mas ninguém consegue ser desconhecido muito tempo na blogosfera. Aliás, tem coisa mais cool do que ter um blog debochado? Muito prazer, amorzinho.Beijos múltiplos,Bispa S.

Sempre fico contente com visitas ilustres. Com você não é diferente, Soninha. Você respondeu às perguntas e eu vou comentar suas respostas, está bem? Vamos lá:
1) Ótimo, então devo dizer que você deixou o partido por ideologiaaaa, eu quero uma pra viver. Não que seja importante, mas para mim, é melhor assim.
2) Discordo de você que se tenha algo ou alguém a ser defendido no PeTê, mas isto é uma questão de opinião. Dificilmente você, que agora conhece meu espaço, lerá algum texto meu defendendo políticos. Não gosto de políticos, principalmente os do Bananão. Salvam-se alguns? Pode ser. Mas vivo com medo deles, já que com medo fico mais vigilante. Se não me engano, quando você se candidatou à vereadora o escândalo do mensalão já estava rolando, não é? Por sua resposta concluo então que você defende o ocorrido. Digo isto, cara Soninha, pois a denúncia já foi aceita. Ou será que na dúvida você resolveu defendê-los e filiar-se ao partido para depois saber como é que ficava?
3) Se você tivesse clicado no link do “capilarmente prejudicado” veria a foto muito agradável de José Motoserra com um rifle na mão. Não que eu considere que o outro capilarmente prejudicado Geraldão, o chuchu, tenha sido um ótimo governador, já que se leu todos os meus textos (desconfio que não, já que sou prolixa ao extremo até por ser uma típica mulher), entendeu o que penso sobre ele e seu eterno Ministro da Cultura, Gabriel Chalita, autor de trocentos e dezenove livros inúteis. Mas garanto que na época em que você se aliou ao PeTê da famigerada Marta, qualquer careca (sem ser politicamente correta, por favor) era melhor que a doidona, não é? Fico feliz que tenha percebido que o seu ex-partido não é o dono da verdade absoluta. Não é importante, mas saiba que respeito a figura de Roberto Freire e de Denise Frossard, mas sempre desconfiando, claro. E respeito você por ter respondido aos meus questionamentos, não tenha dúvidas disso.

Claro que você não sabia de minha existência, mesmo porque como vê uso um pseudônimo. Vai ver que é porque tenho medo da polícia lulopetista que trabalha de forma sorrateira e autoritária. Mas, na verdade eu uso o nome Marie Tourvel é porque gosto mesmo dele e pronto. Considero um elogio você dizer que meu blogue é debochado. Esta sempre foi minha intenção, o deboche, embora me considere incompetente e crua para isto. Os brasileiros jamais entenderam o que é uma boa ironia, um bom deboche. Acham que ofende. Que nada. Portanto, não me considero cool por isso Não vou dizer “muito prazer, amorzinho” como você, embora tenha adorado sua ironia. Mas digo, muito prazer, cara candidata Soninha. Um abraço e boa sorte, Bispa S.

2 comentários:

Meg (Sub Rosa) disse...

Hahahahahaha!
ahahahahaha!
a-do-re-i!!!!!!
;-))))))))

In-ferrrrr-nal!!!!

Podeixá que não sujo o tapete;-)

marie tourvel disse...

Cê vê, né, Meg? A gente até tenta ficar no anonimato, mas esses políticos desgraçados sempre nos acham.
Adorei sua ilustre visita. E você pode até sujar o tapete que nem ligo. Beijos.