9/28/2008

Sunday Morning

Meu "Sunday Morning" de hoje será um pouco diferente.
Vocês lembram deste meu post? Pois é, me apresentaram a este lindo poema e eu achei tão lindo e tão pertinente para o momento que estava vivendo que resolvi postá-lo e, conseqüentemente, voltar a escrever neste espaço. Ele me motivou a voltar. Me apaixonei perdidamente por ele. Paixão à primeira vista mesmo.
Aí, Pedro Sette Câmara, que pra mim é quem melhor fala e entende de poesia neste Bananão de meu Deus, resolveu fazer a tradução do poema lá no seu Indivíduo. E, melhor ainda, declamou sua tradução. E, melhor-melhor ainda, deu as duas interpretações que o leitor pode ter com a leitura do poema.
Sou criticada por algumas pessoas por dar recados neste meu blogue, mas darei um recado para o adorável Pedro mesmo assim: sabe a sua primeira impressão quando leu o poema? A de que a moça ia embora porque não sentia mais atração nenhuma pelo moço? Não foi a minha primeira impressão, não. Porque quando li eu estava deixando alguém por outros impedimentos. Por isso venho postando tanto a minha saudade...

Poema lindamente traduzido, Pedro lincado e agora voltemos para o andar de baixo que é meu blogue e que tasca musiquinhas no domingo pela manhã.
Eu gosto muito de Creedence e esta música que tascarei tem uma sonoridade deliciosa. Lembro-me de um "reclame" de jeans em que toca a música e um bonitão tira a calça para amarrar seu carro no carro de uma moça que havia quebrado -o carro, não a moça. Chega de papo e vamos à música (não coloquei no MP3Tube, pois não coube o arquivo por lá. Descobri esse treco aí e a Íris disse que é bom, muito bom, oiiii!):



Bom domingo a todos e não deixem de ler todos os posts d´O Indivíduo. É uma delícia aquele espaço.

14 comentários:

JúliaML disse...

Querida Marie,

ri aqui com vontade, vc é uma surprise , amiga :-)

uma banana e ainda por cima eu estava a comer uma (risos)sou obrigada a cmer uma por dia, por causa do potássio :-(

mais não por favor...


ps- vou ler os posts do individuo e já volto,tá?

R. B. Canônico disse...

Olá, Marie! Agradeço pelo visita e pelo comentário gentil que vc deixou.

Gostei bastante do seu blogue, que aliás é bastante movimentado! Estarei acompanhando, e irei colocar link no meu para cá!

Interessante que vc tem é da area da Engenharia - pelo menos se declara hehehe - e sua excelente resposta à depressão!

Até mais!

Marie Tourvel disse...

Júlia, querida, esta banana foi uma capa de um disco do Velvet Underground, mas que serviu para mostrar minha bananice, serviu, né? ;) Banana nanica é bom. Tem vitamina e faz crescer. :) Vai no Indivíduo que não se arrependerás. O Pedro é do balacobaco. ;) Beijos!

Marie Tourvel disse...

Canônico, querido, é um prazer recebê-lo por aqui. Sou engenheira mecânica, sim. De verdade. Só não exerço mais. Ficou pra trás, feliz ou infelizmente, quem vai saber? ;) Gostou da bizarra resposta à depressão? É o que tenho de melhor a oferecer a todos. Vou lincar o seu também nos queridinhos da Marie, viu? Um grande beijo e volte sempre. :)

JúliaML disse...

Marie,

Ai é do Balabaco!.. eu conheço há muitos anos na Net, era bom!
Há muito que nao recebo nada deles...

mas olhe, dei uma olhada rápda (confesso) acho que não tenho pachorra para aturar o homem que vi no video...

amanhã eu digo algo ;-)

Marie Tourvel disse...

hahahahaha!
Ai, Júlia, este foi um dos comentários mais sinceros e bacanas que já li... ;) Amanhã volta mesmo. :))) Beijos!!!

Sabesselá Quem disse...

Oi Marie,

Tascou bem na música... delícia.

Tão bom acompanhar uma poesia compreendida... Minha queda por elas, causam uma dependência para entendê-las e quando fico voando, sei lá, dá um vazio... Fui até lá, no O Indivíduo e fiquei super feliz: eu tinha entendido... ah que bom.

Beijos!
:)

Marie Tourvel disse...

Que bom que gostou da música, sabesselá.
O Pedro é tão didático, não é? ;) Fora que aquele blogue é tudo de bom. Um grande beijo!

Fernando Sampaio disse...

Marie, seu sorriso é lindo.
Que você esteja sempre com ele.
Bisou

Min disse...

Muito lindo, Marie. Amei!

(o sorriso também -- como o meu, de volta in baby steps)

Beijos

Marie Tourvel disse...

Obrigada, Fernando, querido. Procurarei deixar este sorriso bizarro sempre em meus lábios. ;) Bisous!

Marie Tourvel disse...

Bonito, não é, Min? O Pedro entende de poesia como ninguém nestepaiz. :))) Quanto ao sorriso... vamos nós... Beijos!

JúliaML disse...

:-))

sou mesmo assim,nao há volta..às vezes melindro os outros com essa espontaniedade (obrigada por não cair nessa)

já voltei duas vezes e anda não consegui ver os videos ;-)

cortes da net ou boicote? sei não...

Marie Tourvel disse...

Júlia, linda, só melindra os bobões. Adoro seu jeito espontâneo. Sempre procuro isso nos amigos. :) Tenta voltar, vai? O Pedro vale a pena. ;) Mas não esqueça de sempre dar um pulinho por aqui, pois sinto saudades, tá? Um grande beijo!